Notícias » Brasil

Mulher é morta com facadas e golpes de panela na cabeça por sobrinha de 14 anos

O caso ocorreu no Acre e chama atenção sobre o motivo do crime, registrado em um diário da jovem

Wallacy Ferrari Publicado em 26/01/2022, às 09h54 - Atualizado às 16h33

A carta ensanguentada
A carta ensanguentada - Divulgação / PC-AC

Uma mulher de 38 anos, identificada como Maria Antonieta de Souza Abreu, foi assassinada durante a noite da última segunda-feira, 24, após ser encontrada com diversas perfurações de faca pelo corpo e lesões contra o crânio no município de Feijó, no interior do Acre. Contudo, o choque maior foi descoberto após o chocante crime.

A sobrinha da vítima, uma garota de 14 anos, confessou o assassinato, explicando que a atingiu com diversas facadas e usou uma panela para golpeá-la na cabeça. Além disso, trancou um primo de 10 anos de idade após golpeá-lo com a faca no pescoço, de maneira que não a impedisse de realizar o ataque contra a tia.

O delegado responsável pelas investigações, Railson Ferreira, chegou ao nome da jovem após encontrar um diário no local do crime, atribuído a garota, que escrevia sobre morte. Além disso, um bilhete sujo de sangue com a mesma caligrafia dizendo "Eu estive aqui" foi deixado na residência após o crime.

O delegado acrescentou ao portal G1 que a jovem, já apreendida, não manifesta arrependimento: “Ela conta com uma tranquilidade.., Disse que não havia uma preparação. Sobre o diário que encontramos, ela disse que era porque ela cultua a morte, que gosta. Mas, acredito que havia, sim, um planejamento". A mãe da garota estava viajando durante o episódio.