Notícias » Brasil

Mulher grávida finge dor abdominal para ser levada para hospital e denuncia cárcere privado

O caso aconteceu em Porto Alegre, Rio Grande do Sul; o suspeito teve a prisão preventiva decretada

Penélope Coelho Publicado em 07/07/2021, às 08h01

Delegacia para qual o suspeito foi levado, no Rio Grande do Sul
Delegacia para qual o suspeito foi levado, no Rio Grande do Sul - Divulgação / Prefeitura de Alvorada (RS)

De acordo com informações publicadas na última terça-feira, 6, pelo portal de notícias UOL, na noite do último domingo, 4, uma mulher de Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, simulou estar sentido muita dor abdominal para que fosse levada para um hospital por seu companheiro.

A decisão serviu como uma tática para que a cidadã conseguisse denunciar o homem. Segundo a vítima, ela estava sendo mantida em cárcere privado desde o dia anterior e sofrendo diversas violências.

A mulher — que está grávida do suspeito — conseguiu relatar o ocorrido após ficar sozinha com os funcionários do hospital. Logo em seguida, a polícia foi acionada e o sujeito foi levado pelas autoridades. O homem está preso de maneira preventiva e o caso segue sendo investigado.

Conforme informado ao UOL pela delegada responsável, Samieh Saleh, a vítima revelou que conhece o suspeito há três anos, com quem viveu um relacionamento repleto de idas e vindas.

Ela ainda relatou que o companheiro é usuário de drogas e que, nas últimas semanas, estava agindo com muita violência. Além disso, o homem ainda teria ameaçado de morte a filha da vítima, que tem apenas oito anos.

"[Ele estava] Agredindo ela e estuprando ela por vários dias. A partir do sábado ele não deixou mais ela sair de casa”, afirmou a delegada em entrevista ao UOL. Segundo revelado na reportagem, a vítima apresentava lesões e passou por exame de corpo de delito. De acordo com os médicos, ela e seu bebê passam bem.