Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Inglaterra

Mulher paga mil libras para ser enterrada com marido em 'cemitério da Idade do Bronze'

Agora com 73 anos, a profissional de saúde aposentada Caroline Knight escolheu onde descansará eternamente ao lado do marido: "Adorável sensação de paz"

Fabio Previdelli

por Fabio Previdelli

fprevidelli_colab@caras.com.br

Publicado em 27/05/2024, às 13h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Cemitério da Idade do Bronze construído por Tim Daw na Inglaterra - Tim Daw
Cemitério da Idade do Bronze construído por Tim Daw na Inglaterra - Tim Daw

Faz cerca de dez anos que a profissional de saúde Caroline Knight ouviu falar de um projeto incomum: o agricultor Tim Daw estava transformando suas terra em Wiltshire, no sudoeste da Inglaterra, em um cemitério ao estilo da Idade do Bronze — uma estrutura redonda de pedra coberta por um enorme monte de terra. 

Inspirado nos chamados 'barrows' ou 'tumuli', como eram chamados os túmulos que datam de 5.000 anos atrás, a estrutura em All Cannings, perto de Devizes, abriga urnas com as cinzas das pessoas.

+ Mais antiga que as pirâmides e Stonehenge: Conheça a tumba de Newgrange

A ideia logo cativou Caroline, hoje com 73 anos, que nasceu e foi criada na planície vizinha de Salisbury, quando seu pai estava na Artilharia Real. "Os tumuli são apenas uma parte natural da paisagem e eram muito familiares para nós", disse ela ao Daily Mail. 

"À medida que meu marido e eu envelhecemos, precisamos tomar uma decisão sobre o que nossos filhos deveriam fazer com nossas cinzas. Quando vimos um artigo sobre o columbário nas terras de Tim, pareceu uma solução perfeita para nós", prosseguiu.  

Assim, a ex-radiologista e agora aposenta reservou um lugar em All Cannings para descansar eternamente ao lado do marido Tony, que é legista forense. O Mail explica que depois dos dois partirem, eles serão cremados e suas cinzas depositadas uma ao lado da outra em um pequeno recesso na parede

Carol e Tony - Arquivo Pessoal

Desta forma, amigos e familiares poderão visitá-los em dias determinados e prestar suas homenagens — da mesma forma que acontece em um 'cemitério convencional'. O nicho dos dois também possuem espaço para mais duas urnas, que conterão as cinzas da irmã de Knight e de seu marido. 

Quando conversamos com minha irmã e seu marido sobre isso, eles concordaram que era um lugar adequado para todos nós, então reservamos um nicho familiar", explicou Carol. 

Ao todos, os quatro pagaram cerca de mil libras (cerca de R$ 6.600) pelo aluguel do espaço em All Cannings por 99 anos. "Se o túmulo ficar cheio e o nosso nicho for necessário depois desse tempo, as cinzas serão espalhadas no terreno ao redor do túmulo", acrescentou.

Em 2014, Caroline visitou o túmulo durante a cerimônia de abertura em setembro. Ela descreveu o espaço como "lindamente construído".

Combina bem com a paisagem e por dentro há uma adorável sensação de paz".

Os tumuli

Os túmulos originais (chamados de tumuli; ou tumulus no singular) datam do início do Neolítico até o período da Idade do Bronze, ou seja, entre 4.000 aC e 1.400 aC.. O nome é dado aos montes de terra que foram colocados sobre estruturas de pedra que funcionavam como túmulos coletivos — embora fossem tradicionalmente construídos para a elite social.

Um tumulus remanescente - TJatHAURC via Wikimedia Commons

Estima-se que Sutton Hoo, em Suffolk, ainda abrigue cerca de 20 desses túmulos, que eram reservados para pessoas que possuíam objetos que sugeriam que tinham riqueza ou prestígio na sociedade.