Notícias » Bizarro

Mulher que ficou perdida no mar por 37 horas sobrevive comendo pirulito

"Ainda tenho um pirulito, mãe”, brincou após ser encontrada próxima a ilha de Creta, na Grécia

Redação Publicado em 06/11/2019, às 16h11

A neozelandesa Kushila Stein, de 47 anos, que se perdeu durante 37 horas no Mar Egeu
A neozelandesa Kushila Stein, de 47 anos, que se perdeu durante 37 horas no Mar Egeu - Guarda Costeira Grega

A neozelandesa Kushila Stein, de 47 anos, estava viajando durante três semanas pelo Mar Egeu, em uma rota da Turquia para Atenas, na Grécia, transportando um iate. Ela estava na ilha de Folegandros e decidiu remar até uma montanha próxima do local, na última sexta-feira, 1. Foi quando ela perdeu um de seus remos e teve seu barco levado pelo vento para mar adentro.

Stein permaneceu perdida durante 37 horas. Para sobreviver, ela recorreu ao racionamento dos pirulitos que encontrou em sua mochila, usou sacolas plásticas no intuito de se manter aquecida durante a noite e também colocou um dos sacos da cor vermelha na cabeça para chamar a atenção caso alguém a avistasse.

A neozelandesa foi encontrada no último domingo, 3, pela manhã, próxima a ilha de Creta, na Grécia. Após, 37 horas, ela havia pensado que não a encontrariam mais. Por isso, Stein escreveu seu nome e o telefone de sua mãe na lateral da embarcação. Felizmente, isso não foi preciso.

Mesmo com toda a tensão envolvida no caso, quando ligou para sua mãe pela primeira vez depois de ser encontrada, ela brincou: "ainda tenho um pirulito, mãe”, disse.