Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Assassinato

Mulher teria pagado R$ 300 por assassinato de nora venezuelana no Amazonas

Vítima de 27 anos namorava filho adolescente da mulher, que foi presa na segunda-feira, 18

Redação Publicado em 20/07/2022, às 10h08

Mulher sendo presa em Manaus, Amazonas - Divulgação/TV Globo
Mulher sendo presa em Manaus, Amazonas - Divulgação/TV Globo

Uma mulher foi presa na segunda-feira, 18, sob suspeita de ter encomendado o assassinato de sua nora venezuelana em Manaus, capital do Amazonas. O crime aconteceu há duas semanas.

Yeimy Yenileth Vargas Rodríguez, de 27 anos, foi morta com 12 facadas, além de ter o maxilar quebrado. Segundo o laudo médico, a venezuelana também foi torturada antes de morrer.

De acordo com o UOL, a Polícia Civil informou que a sogra, de 37 anos, pagou para que um homem assassinasse a mulher por não aceitar o relacionamento dela com o filho, um adolescente de 16 anos.

O homem responsável pela execução foi preso na última semana confirmou a história durante depoimento e afirmou que recebeu R$ 300 da mandante do crime para que tirasse a vida de Rodríguez.

Deborah Barreiros, delegada da DEHS (Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestro), explicou que a vítima e a sogra tinham discussões frequentes que incluíam ameaças.

"Ela sempre figurou como suspeita, pois verificamos que ela e a vítima discutiam com frequência, pelo fato não aceitar o relacionamento de Yeimy com seu filho, um adolescente de 16 anos. Em um desses desentendimentos, a mulher a ameaçou com uma faca", afirmou.

Prisão e audiência

Depois de a Justiça ter expedido um mandado de prisão temporária para a mulher no último sábado, 16, ela foi presa na segunda-feira, 18. A suspeita responderá pelo crime de homicídio qualificado e sua audiência de custódia acontecerá na CRT (Central de Recebimento e Triagem).