Notícias » Egito Antigo

Múmias perfeitamente preservadas de 3.400 anos são reveladas

Encontrados em 1886, os sarcófagos que pertencem a um artesão e sua esposa foram abertos em evento no Museu Nacional da Civilização Egípcia

Fabio Previdelli Publicado em 23/09/2019, às 17h04

Imagem da múmia de Sennedjem
Imagem da múmia de Sennedjem - Reprodução / Youtube

Dois sarcófagos foram desembalsados na presença do Ministro de Antiguidade do Egito, Khaled al-Anany, e de jornalistas no Museu Nacional da Civilização Egípcia (NMEC), Cairo.

De acordo com o secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidade, Mostafa Waziri, as múmias pertencem a Sennedjem — um artesão de túmulos real que supervisionou os trabalhadores da necrópole Deir Almedina, em Luxor, durante os reinados dos faraós Seti I e Ramsés II há 3.400 anos — e de uma de suas esposas, Iyneferti.

Crédito: Ministério de Antiguidades do Egito

 

Sennedjem foi encontrado junto com 20 outras múmias em um tumba localizada em 1886, nas margens do Rio Nilo, pelo egiptólogo francês Gaston Maspero. Agora, os restos estão sendo restauradas para exibição em um novo salão de exposições que abre em dezembro.

Crédito: Ministério de Antiguidades do Egito