Notícias » EUA

Na busca por aliens, 500 mil internautas planejam invadir a Área 51, base secreta dos EUA

Um evento realizado no Facebook tirou o sono das autoridades norte-americanas, que já se pronunciaram sobre o episódio

Thiago Lincolins Publicado em 13/07/2019, às 08h00 - Atualizado às 11h00

None
- Crédito: Reprodução

Marcado para ocorrer no dia 20 de setembro de 2019, o evento “Storm Area 51, They Can’t Stop All of Us”, criado no Facebook, tem tirado o sono das autoridades dos Estados Unidos. O objetivo dos mais de 5000 mil participantes é invadir a Área 51, a instalação da Força Aérea dos EUA localizada no deserto de Nevada. 

O lugar insólito é uma área militar de 12.000 metros quadrados e o governo norte-americano não confirma nem nega as teorias sobre o local, aumentando ainda mais o mistério. 

Dizem que os extraterrestres e OVNIS (Objetos Voadores Não-Identificados) encontrados aqui na Terra seriam levados para a Área 51 para serem estudados. Lá também seriam testadas novas espaçonaves secretas. Já foram vistos vários OVNIS sobrevoando a área. 

O físico Bob Lazar, que já teria trabalhado no lugar, jura ter visto alienígenas vivendo ao lado de militares norte-americanos. Os participantes do evento esperam encontrar a mesma experiência que Lazar. 

“Nos encontraremos na atração turística Área 51 Alien Center e coordenaremos nossa entrada. Se corrermos igual ao Naruto, podemos nos mover mais rápido que suas balas. Vamos ver alienígenas”, afirmaram os criadores ao descreverem o evento na rede social. 

Embora muitas publicações confirmem que o evento não passa de uma piada, algumas pessoas pretendem, de fato, executar o plano. Em entrevista ao The Washington Post, Laura MCAndrews, porta voz da Força Área dos EUA, declarou que as autoridades estão preparadas para lidar com os visitantes. 

"A Força Aérea dos EUA está sempre pronta para proteger os Estados Unidos e suas estruturas", assegurou a representante oficial. Ela também aconselhou que os participantes do evento não tentassem invadir o local.