Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Copa do Mundo

Na Copa do Catar é proibido sexo fora do casamento e até mesmo beijinho em público

Uma dessas práticas, aliás, pode render até sete anos de prisão

Fabio Previdelli Publicado em 21/06/2022, às 11h57

Imagem ilustrativa - Getty Images
Imagem ilustrativa - Getty Images

A Copa do Mundo no Qatar acontece entre os dias 21 de novembro e 18 de dezembro deste ano. Embora ainda falte quatro meses para o evento, os torcedores que acompanharão os jogos já estão sendo alertados sobre o que não será permitido fazer no país. 

Altamente conservador, a nação do Oriente Médio proíbe, por exemplo, o sexo fora do casamento — o que pode acarretar em uma pena de prisão de sete anos. A regra se aplicará também aos torcedores. 

A informação foi divulgada por uma fonte policial ao portal britânico Daily Star. Segundo o periódico, existe uma proibição de sexo nesta edição da Copa do Mundo. A fonte informou que é melhor todos os fãs se prepararem para a medida. 

O sexo está muito fora do menu, a menos que você venha como marido e mulher. Definitivamente não haverá encontros de uma noite neste torneio", relatou. 

"Na verdade, não haverá festa nenhuma. Todos precisam manter a cabeça sobre eles, a menos que queiram correr o risco de ficar presos na prisão. A cultura da bebida e da festa após os jogos, que é a norma na maioria dos lugares, é estritamente proibida", completa a fonte. 

Namoro sem beijinho

Outro ponto muito debatido diz respeito às demonstrações públicas de afeto, que serão mal vistas conforme declarou o presidente do comitê organizador da Copa do Catar, Nasser Al-Khater, em entrevista à CNN.

"Eles [público] virão ao Qatar como torcedores e participantes de um torneio de futebol e poderão fazer o que qualquer outro ser humano faria. As demonstrações de afeto são desaprovadas e isso se aplica a todos", relatou. 

O Qatar e seus países vizinhos são muito mais conservadores e pedimos aos torcedores que o respeitem. Temos certeza que o farão, assim como respeitamos as diferentes culturas, esperamos que a nossa também seja", finalizou.