Notícias » Arqueologia

Na Espanha, turistas encontram tesouro romano escondido no fundo do mar

Eles estavam mergulhando por diversão e, no fim, acabaram trazendo à superfície inestimáveis artefatos dos séculos 4 e 5

Ingredi Brunato, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 23/09/2021, às 18h00

Fotografia de arqueólogos no local após a descoberta
Fotografia de arqueólogos no local após a descoberta - Divulgação / Universidade de Alicante

Na costa da Espanha, um mergulhador amador encontrou 53 moedas de ouro romanas durante uma viagem de férias no último dia 23 de agosto, segundo relatado pelo El País. 

Luis Lens, com a ajuda de seu cunhado, César Gimeno, trouxe à superfície um verdadeiro tesouro datado do período entre os séculos 4 e 5, época do fim do Império Romano.

Percebendo que, o que quer que tinham em mãos, parecia ser valioso, a dupla levou seu achado arqueológico acidental até a prefeitura local. "É algo incrível, o sonho de toda criança de encontrar um tesouro”, descreveu Lens, ainda conforme o El País. 

Mais tarde, eles ainda voltaram ao lugar para guiar os arqueólogos ao local exato onde a descoberta foi feita. Então, foram encontrados pedaços de chumbo e três pregos de bronze, o que indicou aos especialistas que as moedas estavam dentro de um cofre.

"Não há restos de navios afundados na zona onde foram achadas. Por isso, provavelmente se trata de uma ocultação voluntária perante a chegada dos bárbaros", afirmou Jaime Molina, que já conduziu diversas pesquisas arqueológicas na baía onde a descoberta foi feita.

Este achado nos fala de um contexto de medo, de um mundo que se acaba, o do Império Romano”, concluiu a especialista.