Notícias » Crimes

Na Finlândia, três adolescentes são condenados por torturar e assassinar ex-colega

O crime aconteceu em dezembro do ano passado, quando todos os envolvidos tinham apenas 16 anos de idade

Pamela Malva Publicado em 04/09/2021, às 12h00

Imagem meramente ilustrativa de urso de pelúcia
Imagem meramente ilustrativa de urso de pelúcia - Divulgação/ Pixabay/ serenestarts

Em dezembro de 2020, o corpo de um adolescente de 16 anos foi encontrado em um parque de Koskela, na Finlândia, com dezenas de lesões brutais. Na última sexta-feira, 3, então, outros três jovens, que tinham a mesma idade na época, foram condenados pela tortura e assassinato da vítima, que vivia em um abrigo, segundo o G1.

No total, os acusados receberam penas de até dez anos de prisão por atacarem, "de forma sádica", o jovem garoto antes de o matarem. Na época do assassinato, inclusive, a ministra do Interior, Maria Ohisalo, classificou o crime como "arrepiante".

Durante o julgamento, a Justiça finlandesa afirmou que os jovens conheciam a vítima desde o jardim de infância, mas o agrediram durante meses. Ainda assim, os três jovens julgados declararam serem inocentes da acusação de assassinato.

O tribunal, no entanto, reconheceu que os condenados agiram de forma coordenada. Nesse sentido, cerca de 100 lesões foram identificadas no corpo da vítima, todas feitas "de forma especialmente brutal e cruel", de acordo com a justiça.