Notícias » Holanda

Na Holanda, autoridades descobrem câmaras secretas de tortura

Investigações locais identificaram várias armas e dispositivos perigosos, dentro de seis contêineres em Wouwse Plantage

Vanessa Centamori Publicado em 08/07/2020, às 14h21

Dispositivo de tortura encontrado pela polícia holandesa
Dispositivo de tortura encontrado pela polícia holandesa - Divulgação/Polícia Nacional da Holanda

Segundo o Ministério Público holandês, policiais encontraram seis câmaras secretas que eram usadas na realização de torturas, dentro contêineres, revestidos com material à prova de som. As informações foram divulgadas pela CNN, que informa que a polícia descobriu os locais, em Wouwse Plantage, no último dia 22 de junho. 

Nessa data, a operação policial prendeu seis homens suspeitos de sequestro. O grupo criminoso teria convertido os contêineres em celas. Lá eles guardavam 25 armas e outros utensílios para tortura, tal como serras, bisturis, alicates e algemas. "Em cada uma das celas, as algemas foram presas ao teto e ao chão, para poder prender alguém em pé com os braços levantados", descreveu um comunicado. 

As câmaras de tortura tinham filmadoras para monitoramento dos prisioneiros, além de algumas sacolas pretas de algodão, que podiam ser usadas para sufocamento. Entre as armas encontradas,estavam sete revólveres e uma variante chinesa da AK-47.

Havia ainda um total de 24 quilos de ecstasy e um dos contêineres continha uma cadeira odontológica. Vans furtadas e duas BMWs estavam próximas da área para tortura. O local só foi detectado após uma operação de busca na internet para caçar grupos criminosos. 

O grupo em questão estava na rede de bate-papo criptografada EncroChat. O programa funcionava na verdade como um mercado ilegal, utilizado por mais de 60 mil pessoas no mundo todo, para coordenar a distribuição de bens ilícitos, assassinatos e lavagem de dinheiro, segundo a National Crime Agency (NCA), do Reino Unido.