Notícias » Arqueologia

Na Índia, escavações revelam pulseira de ouro da mesma época de figura lendária

O ornamento é valioso não apenas pelo seu material, mas pelo que pode explicar a respeito dos costumes de sua época

Ingredi Brunato, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 03/04/2021, às 10h30

Fotografia do artefato indiano
Fotografia do artefato indiano - Divulgação/ Archaeological Survey of India

Neste sábado, 3, o Deccan Herald divulgou a descoberta de uma pulseira de ouro durante as escavações realizadas no Forte Raigad, na Índia. Os estudiosos acreditam que a joia seja do mesmo período de Shivaji Maharaj, o fundador do Império Maratha. 

A escavação no local está sendo realizada pela Archaeological Survey of India (ASI) e a Raigad Development Authority (RDA). O presidente deste último órgão, Sambhaji Chhatrapati, é também um membro da realeza local, além de descendente de Shivaji

“Isso nos ajudará a entender o estilo de vida, a cultura e a arquitetura do período contemporâneo a Chhatrapati Shivaji Maharaj. Gostaria de agradecer a ASI por seus esforços nas escavações e trabalhos de conservação em Raigad”, comentou Sambhaji, de acordo com o Deccan Herald. 

O presidente da organização ainda manifestou suas expectativas a respeito do futuro das escavações no local: “É possível que mais objetos de valor inestimável possam ser encontrados no Forte Raigad”.

Sobre arqueologia

Descobertas arqueológicas milenares sempre impressionam, pois, além de revelar objetos inestimáveis, elas também, de certa forma, nos ensinam sobre como tal sociedade estudada se desenvolveu e se consolidou ao longo da história. 

Sem dúvida nenhuma, uma das que mais chamam a atenção ainda hoje é a dos egípcios antigos. Permeados por crendices em supostas maldições e pela completa admiração em grandes figuras como Cleópatra e Tutancâmon, o Egito gera curiosidade por ser berço de uma das civilizações que foram uma das bases da história humana e, principalmente, pelos diversos achados de pesquisadores e arqueólogos nas últimas décadas.