Notícias » Inglaterra

Na Inglaterra, casal é detido por suspeita de matar bebê adotivo

O processo de adoção ainda não estava finalizado e a criança de 1 ano passava um período de adaptação com os futuros pais

Larissa Lopes, com supervisão de Pamela Malva Publicado em 15/02/2021, às 17h00

Imagem meramente ilustrativa de mão de bebê
Imagem meramente ilustrativa de mão de bebê - Divulgação/Pixabay

Um casal foi preso na Inglaterra por suspeita de assassinar um bebê de um ano de idade. Como repercutido pelo UOL, a criança estava em processo de adoção pela mulher, de 37 anos, e pelo homem, 34, que já foram presos, segundo a BBC. 

Detido na cidade de Barrow-in-Furness, no condado de Cúmbria, o casal já estava cuidando da criança, ainda que a adoção não estivesse finalizada. A informação foi confirmada pela Cumbria County Council, que anunciou a abertura de uma investigação.

O bebê foi socorrido no dia 6 de janeiro, quando foi levado pelo serviço de emergência até o Furness General Hospital. De lá, ele foi transferido para o Alder Hey Children’s Hospital, uma instituição de Liverpool, mas não resistiu e morreu no dia seguinte.

Fotografia do Alder Hey Children’s Hospital / Crédito: Wikimedia Commons

 

"Uma investigação está em processo com um time de detetives e especialistas para estabelecer as circunstâncias completas do que levou à morte, em parceria com o instituto médico legal", afirmou o detetive Dean Holden, responsável pelo caso.

O Daily Mail noticiou que uma lesão na cabeça do bebê teria sido a causa da morte. "Isso é horrível. Ele era um garoto feliz, não acredito no que aconteceu", disse a avó biológica Yvonne Corkill, em entrevista ao Daily Mail. 

O motivo pelo qual o bebê foi retirado da mãe biológica não fora revelado. Já o conselho do condado de Cúmbria, declarou que é comum haver a convivência dos pais adotivos com uma criança, antes mesmo de oficializar a adoção. Agora, o casal suspeito permanece detido e deve responder em liberdade caso haja pagamento de fiança.