Notícias » Arqueologia

Na Inglaterra, jovens encontram raras moedas de mil anos com detector de metais

O centavo descoberto, que contém o rosto do rei Haroldo II, é um dos apenas três que ainda existem nos dias de hoje

Isabela Barreiros Publicado em 22/10/2020, às 10h15

Uma das moedas descobertas na Inglaterra
Uma das moedas descobertas na Inglaterra - Divulgação/Hansons Auctioneers and Valuers

Na última semana, dois jovens descobriram, separadamente, verdadeiros tesouros ao usarem detectores de metais na Inglaterra. No condado de Norfolk, Reece Pickering, de 17 anos, descobriu um centavo saxão do ano de 1066. Pouco tempo depois, foi a vez de Walter Taylor, de 16 anos, em South Essex, desenterrar uma moeda que data de 1106.

Em nota, Pickering disse: “não esperava encontrar uma moeda tão rara e notável. Não consigo imaginar encontrar algo tão especial como isso de novo. Você nunca sabe o que está sob seus pés”. 

A moeda encontrada por ele é extremamente rara, pois é apenas uma das três que resistem até os dias de hoje, já descobertas. Isso acontece porque o rei Haroldo II da Inglaterra reinou por apenas nove meses, no ano de 1066, o que fez com que os artefatos cunhados durante seu governo se tornassem escassos. 

Crédito: Divulgação/Hansons Auctioneers and Valuers

 

Segundo a casa de leilões Hansons Auctioneers and Valuers, que será responsável pela venda dos itens, a moeda poderá chegar a um valor entre US $ 3.290 a $ 4.000, por volta de R$ 18 mil. Já a segunda moeda descoberta por Taylor deverá valer entre US $ 4.000 a $ 4.600, mais ou menos R$ 22 mil. Ela data do período que Henrique I governava a Inglaterra. 

“Eu estava constantemente cavando, mas não encontrando nada. Então o registro no meu detector aumentou de 26 para 76. A moeda estava enterrada a cerca de dez centímetros de profundidade no solo. Achei que fosse uma moeda de prata, mas quando limpei a lama, vi um rosto olhando para mim”, disse Taylor em comunicado.