Notícias » Família Real Britânica

Na Jamaica, príncipe William discursa que escravidão ‘mancha’ história britânica

O neto da rainha Elizabeth II se posicionou em um discurso feito durante um jantar promovido pelo governador-geral jamaicano, Patrick Allen

Redação Publicado em 24/03/2022, às 10h20

Príncipe William durante discurso em jantar na Jamaica
Príncipe William durante discurso em jantar na Jamaica - Getty Images

O príncipe William se posicionou sobre o histórico da Grã-Bretanha de escravidão, que designou como “abominável”, e expressou “profunda tristeza” pelo passado de seu país durante um discurso realizado na Jamaica na última quarta-feira, 23.

O neto da rainha Elizabeth II discorreu sobre o passado escravagista do Reino Unido em meio a um jantar promovido pelo governador-geral da Jamaica Patrick Allen, ao qual o príncipe participou junto da esposa em seu quinto dia de visita ao Caribe.

O casal vem realizando a turnê do Jubileu de Diamante do reinado de ElizabethII, que completou 70 anos no trono em 2022. No entanto, os dois enfrentaram uma série de protestos durante a passagem pelo país.

Concordo fortemente com meu pai, o príncipe de Gales, que disse em Barbados no ano passado que a terrível atrocidade da escravidão mancha para sempre nossa história. Quero expressar minha profunda tristeza. A escravidão era abominável. E isso nunca deveria ter acontecido”, afirmou William no discurso.

“Enquanto a dor é profunda, a Jamaica continua a forjar seu futuro com determinação, coragem e fortaleza. A força e o senso de propósito compartilhado do povo jamaicano, representados em sua bandeira e lema, celebram um espírito invencível", completou.