Notícias » Meio Ambiente

Na Nigéria, chineses são presos devido à mineração ilegal

As atividades teriam contaminado o rio Osun, deixando-o totalmente poluído

Isabela Barreiros Publicado em 04/05/2020, às 13h39

Os mineiros detidos em Osun, na Nigéria
Os mineiros detidos em Osun, na Nigéria - Divulgação

No estado de Osun, no sudoeste da Nigéria, 27 trabalhadores ilegais foram presos devido à atuação em mineração ilegal. Entre eles, 17 eram cidadãos chineses e os outros dez eram habitantes da região.

A detenção dos mineiros foi anunciada pelo governo do estado e também pelo vice-chefe de gabinete do governador do Estado, Abdullahi Binuyo. Segundo ele, as autoridades não devem ignorar a degradação causada na terra por esse trabalho ilegal.

Binuyo afirmou ainda que essa exploração ilegal poluiu o rio Osun com metais venenosos, que tornam a água inutilizável tanto para o consumo humano quanto para a irrigação. A declaração está de acordo com o que dizem especialistas em saúde pública do país.

As prisões não são um caso isolado. Na semana passada, as autoridades ainda detiveram 11 indígenas do estado nigeriano de Zamfara por supostamente estarem ligados à mineração ilegal na região.