Notícias » Nova Zelândia

Na Nova Zelândia, Jacinda Ardern é reeleita primeira-ministra

Ao ganhar as eleições, ela alcançou a maior vitória eleitoral para o Partido Trabalhista em 50 anos

Isabela Barreiros Publicado em 17/10/2020, às 10h18

Jacinda Ardern, a primeira-ministra da Nova Zelândia
Jacinda Ardern, a primeira-ministra da Nova Zelândia - Wikimedia Commons

Neste sábado, 17, Jacinda Ardern foi reeleita primeira-ministra da Nova Zelândia, cargo que ocupa desde 2017. O resultado que resultou em sua vitória nas eleições ainda registrou uma conquista histórica para o partido ao qual ela pertence, o Partido Trabalhista, ao ser o maior número de aprovação desde que o sistema político vigente foi adotado em 1996.

Segundo a Comissão Eleitoral, Ardern recebeu 49% dos votos em 95% das urnas contabilizadas, o que deu ao partido de centro-esquerda a maior votação eleitoral em meio século. Ainda de acordo com o órgão, a oposição, o Partido Nacional, contava com apenas 27% dos votos registrados.

Em seu discurso de vitória, a primeira-ministra afirmou: "Hoje a Nova Zelândia mostrou seu maior apoio ao nosso partido em 50 anos. Posso prometer a vocês: seremos o partido que governará para todos".

“Estamos vivendo em um mundo cada vez mais polarizado. Um lugar onde mais e mais pessoas perderam a capacidade de ver o ponto de vista uns dos outros. Espero que com esta eleição, a Nova Zelândia tenha mostrado que não somos assim”, disse.

Ardern foi reconhecida mundialmente pelo combate à pandemia do novo coronavírus implementada no país. O seu desempenho em relação à covid-19 recebeu 8,45 como nota, em uma pesquisa de opinião realizada pela Universidade Massey onde a nota máxima era 10. Atualmente, a Nova Zelândia contabiliza 2 mil casos e 25 mortes pelo coronavírus