Notícias » Arqueologia

Na Polônia, arqueólogos descobrem ruínas de uma torre de castelo antigo

Segundo os pesquisadores, o local serviu de abrigo para a Ordem dos Cavaleiros Teutônicos, em 1246 d.C

Penélope Coelho Publicado em 15/06/2020, às 09h00

Área do castelo vista de cima
Área do castelo vista de cima - Divulgação

Através de uma tecnologia de ponta utilizando radares, um grupo de pesquisadores realizou uma descoberta sem precedentes, na cidade de Elbląg, Polônia. Ao analisarem o solo do local, os estudiosos encontraram ruínas de torres, daquele que já foi um castelo da Ordem dos Cavaleiros Teutônicos.

De acordo com os arqueólogos, o local serviu como o centro oficial dos Mestres da Ordem Teutônica, por volta de 1246 d.C e foi destruído após a Guerra dos Treze Anos, na região — sobrando apenas algumas paredes externas.

Porém, a área sempre foi alvo de curiosidade de pesquisadores que almejavam saber um pouco mais sobre a construção e forma do castelo. Após a nova descoberta, foi possível entender melhor a estrutura da fortaleza. Os pesquisadores encontraram no solo Elbląg, fundações do que provavelmente serviu como uma das torres da área externa da parte leste do castelo.

Segundo os estudiosos, a descoberta ajuda a dar uma nova ideia sobre o local, já que até os dias de hoje, não existe uma representação fiel de como era a estrutura original do castelo.

Segundo Lech Trawicki, diretor do Museu Arqueológico e Histórico de Elbląg, a pesquisa só está no começo e o intuito atual é descobrir ainda mais evidências sobre a antiga construção. “Agora queremos analisar a área mais ampla possível para obter uma imagem completa do castelo", afirmou Trawicki.