Notícias » Mundo

Na Rússia, circo exibe animais com suásticas nazistas

A apresentação, que foi feita para crianças, acabou sendo alvo de uma investigação policial

Ingredi Brunato Publicado em 13/01/2021, às 15h09

Fotografia mostrando parte da apresentação
Fotografia mostrando parte da apresentação - Divulgação/ State Circus of Udmurtia

Na cidade de Izhevsk, na Rússia, um número de circo acabou gerando uma investigação policial ao vestir animais com roupas trazendo suásticas nazistas. A apresentação foi encomendada pela Igreja Ortodoxa Russa, e teve um público composto principalmente de crianças. 

Em vídeos do número circense, é possível ver cabras e macacos ostentando símbolos do Terceiro Reich enquanto são guiados por treinadores vestidos com uniformes militares soviéticos. 

De acordo com o jornal britânico Daily Mail, a Igreja e o circo responderam às críticas dizendo que o objetivo da apresentação seria “condenar os ideais da Alemanha Nazista” ao “representar a vitória soviética sobre o fascismo”. 

Fotografia de apresentação circense acontecendo / Crédito: Divulgação/ State Circus of Udmurtia 

 

“Você precisa entender que uma característica especial da arte circense é o entretenimento, e não há nada de surpreendente no fato de que as imagens usadas nela têm um caráter irônico e às vezes até grotesco”, comunicaram eles, segundo o Daily Mail. 

O site também explica que em 2020, Vladimir Putin, presidente da Rússia, aprovou uma lei que permite a exibição de símbolos nazistas desde que eles possuam uma conotação negativa no contexto em que são expostos - assim, a propaganda da ideologia fascista continua proibida. 

Para Rashid Khusnutdinov, que é presidente da Câmara na cidade onde tudo aconteceu, o circo não cometeu nenhuma infração: “A lei permite o uso de símbolos nazistas para esses fins. Vemos a mesma coisa acontecendo, por exemplo, em vários filmes soviéticos maravilhosos sobre a Segunda Guerra Mundial”. Suas palavras foram repercutidas também pelo Daily Mail.