Notícias » Arqueologia

Na Suíça, arqueólogos descobrem vila da Idade do Bronze submersa em lago

Para os pesquisadores, a descoberta prova que a região já era povoada há 3 mil anos

Isabela Barreiros, sob supervisão de Alana Sousa Publicado em 24/04/2021, às 09h10

Arqueólogo investiga vila no fundo de lago suíço
Arqueólogo investiga vila no fundo de lago suíço - Divulgação/Unterwasserarchäologie UWAD Zürich - Canton Lucerne

Pesquisadores fizeram uma descoberta impressionante na última semana na pequena cidade de Lucerna, na Suíça. Vestígios de uma vila da Idade do Bronze foram revelados sob um importante lago da região, conforme noticiou o portal local Swissinfo.

A descoberta foi feita durante a instalação de um oleoduto na área natural do porto, que revelou inúmeras estacas, também chamadas de palafitas, submersas no lago. Elas foram encontradas a mais ou menos quatro metros abaixo da superfície da água.

O lago já estava sendo investigado por arqueólogos há anos, mas eles eram impossibilitados pela camada de lama no fundo, que prejudicava o trabalho de procura. A partir da implementação do oleoduto, foi possível identificar ao menos 30 palafitas de madeira pré-histórica, além de itens feitos de cerâmica.

Palafita encontrada no lago / Crédito: Divulgação/Keystone - Urs Flueeler

 

Em uma nota do Cantão de Lucerna, os arqueólogos Jürg Manser e Andreas Mäder escrevem: “Isso finalmente confirma a teoria de que, em tempos anteriores, a bacia do lago Lucerna era uma área de assentamento adequada”.

“Os restos de um assentamento de habitação com estacas provam [que] Lucerna é 2 mil anos mais velha do que se supunha”, afirmam os pesquisadores. A partir da análise da madeira e cerâmica encontradas, é possível afirmar que o local já era habitado há aproximadamente 3 mil anos.