Notícias » Arqueologia

Na Turquia, arqueólogos acreditam ter encontrado evidências do Cavalo de Troia

O presente deixado pelos gregos aos troianos ainda é um mistério para pesquisadores

Luíza Feniar Migliosi, com supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 11/08/2021, às 15h11

Réplica do Cavalo de Troia
Réplica do Cavalo de Troia - Divulgação: Pixabay

A descoberta de uma estrutura de madeira que pode ter feito parte do Cavalo de Troia foi anunciada por arqueólogos, de acordo com o portal de notícias UOL. As escavações, que chegam até 15 metros de profundidade, acontecem nas colinas de Hisarlik, território atualmente da Turquia.

Por meio de testes, os cientistas encontraram vestígios que indicam que a estrutura corresponde ao período da Guerra de Troia e aos registros de historiadores da época, segundo o site Greek Reporter. Além das ruínas, as antigas muralhas da cidade de Troia estão no local.

Os professores da Universidade de Boston, Christine Morris e Chris Wilson relataram que a descoberta tem um “alto nível de confiança” para assegurar que o fragmento seja parte do Cavalo de Troia.

“Os testes de datação por carbono e outras análises sugeriram que as peças de madeira e outros artefatos datam dos séculos 12 ou 11 aC”, explica o professor Morris, segundo o Geek Reporter. “Isso coincide com as datas citadas para a Guerra de Tróia, por muitos historiadores antigos como Eratóstenes ou Proclo. A montagem da obra também coincide com a descrição feita por muitas fontes. Não quero parecer muito confiante, mas tenho quase certeza de que encontramos a coisa real! ”

Apesar do entusiasmo, a descoberta ainda causa controvérsias. A estrutura não foi citada na Ilíada, poema de Homero que é referência por narrar a guerra entre gregos e troianos. Na Eneida de Virgílio, o artifício utilizado pelos gregos para atacar a cidade de Troia foi incendiado no ato.