Notícias » Ucrânia

Na Ucrânia, Kiev é atingida por mísseis

Episódio se deu nesta sexta-feira, 25, após invasão da Rússia na Ucrânia

Redação Publicado em 25/02/2022, às 00h48

Vídeo registra o episódio
Vídeo registra o episódio - Divulgação/Vídeo/Twitter

Após a invasão da Rússia na Ucrânia, na última quinta-feira, 24, novos desdobramentos relatam que Kiev foi atingida por mísseis nesta sexta-feira, 25 (horário local).

Conforme repercutido pelo Estadão, Anton Gerashchenko, atual ministro do Interior, informou que Kiev fora atingida por mísseis de cruzeiro ou balísticos. Antes disso, profissionais da CNN relataram ter escutado explosões no centro da capital da Ucrânia.

Ao mesmo tempo, a Sky News repercute que forças da Ucrânia derrubaram um avião de origem russa em Kiev. Apesar de não existem muitas informações, fora revelado que o avião se chocou com um prédio de 9 andores e iniciou um incêndio no prédio.

Invasão na Ucrânia

Após semanas de tensão entre a Rússia e a Ucrânia, o presidente russo Vladimir Putin iniciou o que chamou de 'operação militar especial' da Rússia na Ucrânia, como repercutiu a Fox News nesta quinta-feira, 24. 

De acordo com o veículo internacional, através de um pronunciamento, o presidente da Rússia disse que o confronto com as forças ucranianas é 'inevitável'. 

Tomei a decisão de conduzir uma operação militar especial. Nossa análise concluiu que nosso confronto com essas forças (ucranianas) é inevitável". 

'Consequências'

Putin, que descreve a ação como uma resposta a supostas 'ameaças da Ucrânia', mandou recado para nações que tentarem intervir na 'operação'.

"(...) Algumas palavras para aqueles que seriam tentados a intervir: a Rússia responderá imediatamente e você terá consequências que nunca teve antes em sua história", disse ele.

No primeiro dia de ataques, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, informou que 137 pessoas vieram à óbito como consequências dos ataques.