Notícias » Esportes

Na volta para o Brasil, jogadores preferem não comentar polêmica envolvendo uniformes

No último sábado, 7, o Brasil foi campeão olímpico no futebol masculino, na ocasião, os atletas optaram por amarrar na cintura o agasalho do Comitê Olímpico Brasileiro

Penélope Coelho Publicado em 09/08/2021, às 10h41

Jogadores brasileiros nos Jogos Olímpicos de Tóquio
Jogadores brasileiros nos Jogos Olímpicos de Tóquio - Getty Images

Segundo informações do portal de notícias UOL, publicadas nesta segunda-feira, 9, os jogadores da seleção masculina de futebol chegaram ao Brasil com discurso na ponta da língua a respeito da polêmica envolvendo o uso do uniforme do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

De acordo com a reportagem, ao chegarem de Tóquio os atletas foram questionados sobre os motivos pelos quais optaram por amarrar o agasalho do COB na cintura, quando se encaminharam ao pódio para receberem a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos.

A resposta dos jogadores foi a mesma: o tema deve ser tratado com a Confederação Brasileira de Futebol, CBF.

“Isso é assunto da CBF e do presidente, então eles resolvem por lá. Me desculpe, mas não quero me intrometer nisso”, afirmou o jogador Gabriel Menino.
"Esse assunto fica para a CBF, o mais importante no pódio era a medalha, e nós conseguimos a de ouro”, disse o meia Claudinho.
"Isso é melhor deixar para a CBF falar" pontuou o goleiro Lucão.

Sabe-se que o uso do agasalho do Comitê Olímpico Brasileiro no momento do pódio é um padrão que foi seguido por todos os atletas brasileiros premiados na competição.

Contudo, os jogadores de futebol optaram por deixar a mostra o patrocínio da empresa Nike, estampado em suas camisetas. O caso irritou o COB e, segundo a reportagem, pode levar a uma disputa judicial.