Notícias » Entretenimento

'Nando': curta narra o sonho de um menino que nunca viu uma partida de futebol ao vivo no Maracanã

Dirigida pelo norte-americano Alec Cutter, a produção narrada por Seu Jorge promete emocionar com a dura realidade enfrentada pelo menino de 10 anos que vive na favela da Mangueira

Pamela Malva Publicado em 24/05/2021, às 12h40 - Atualizado às 12h40

Fotografia do diretor Alec gravando o pequeno Nando
Fotografia do diretor Alec gravando o pequeno Nando - Divulgação/@csioandreasi

De uma das muitas casas na favela da Mangueira, no Rio de Janeiro, o pequeno Nando, de 10 anos, observa o imponente Maracanã. Suntuoso, o estágio representa uma paixão e um sonho do menino, que nunca viu uma partida de futebol ao vivo.

Essa é a história contada pelo curta-metragem ‘Nando’, dirigido pelo norte-americano Alec Cutter. Com quase seis minutos de duração, a produção traz a “esperança e a beleza que existem em uma criança cercada por uma dura realidade”, segundo revelou Alec.

Narrado por Seu Jorge, o curta tem uma narrativa poética dividida em três partes, fazendo referência aos estágios de metamorfose de uma borboleta, que “representa o sonho de Nando, cercado pela dura realidade de seu casulo”, de acordo com a produção.

O diretor do curta, inclusive, lembra que que, por culpa da violência nas favelas, as próprias filmagens acabaram prejudicadas. “Durante a produção, tivemos que pausar ou cancelar as gravações em sete diferentes ocasiões, devido aos tiroteios entre cartéis rivais e a polícia. Para nós, foi um choque de realidade. Para Nando, era algo ‘normal’.”

Por isso, Alec também lembra que o filme, protagonizado pelo verdadeiro Nando, o pequeno Luis Fernando Fernandes, nunca foi apenas sobre futebol. “É sobre garantir o sentimento de esperança para uma criança cuja visão de mundo foi confinada, além de iluminar a beleza e os sonhos das pessoas que vivem em comunidades”.

O pequeno Nando com uma borboleta em mãos / Crédito: Divulgação/@csioandreasi

 

“Desde quando eu era pequeno, o Brasil e seu futebol sempre ocuparam um lugar muito especial em meu coração”, narrou o diretor. “Eu espero que esse filme e a história de Nando possam ser uma pequena forma de retribuir ao país e ao esporte que eu amo."

Gravado entre 2019 e 2020, bem antes da pandemia, o curta sobre o menino de apenas 10 anos ainda conta com a produção de Igal Albala e com a produção executiva de Dani Alves, o jogador do São Paulo Futebol Clube, John Brennan e Thiago Slovinski.

“Já participei de muitas partidas oficiais no Estádio do Maracanã e adoraria que crianças como o Nando tivessem a oportunidade de se sentir parte desse ambiente”, comentou Dani Alves. “Espero que este filme possa mostrar que a alma do futebol está no seu melhor quando crianças como Nando podem senti-la.”

O curta terá sua estreia mundial em Nova York, na 20ª edição do Festival de Cinema de Tribeca, em junho de 2021, evento no qual a produção ainda concorre na categoria de Melhor Curta-Metragem Documental. Em seguida, ‘Nando’ deve ser levado para um circuito de outros festivais sediados entre o final de 2021 e o início de 2022.