Notícias » Estados Unidos

"Não gosta de perder e nunca admite a derrota", diz Obama sobre Donald Trump

A fala do ex-presidente norte-americano se deu após Donald Trump não reconhecer a vitória de Joe Biden

Redação Publicado em 16/11/2020, às 09h37 - Atualizado às 09h38

Fotografia de Barack Obama, o 44º presidente dos Estados Unidos
Fotografia de Barack Obama, o 44º presidente dos Estados Unidos - Wikimedia Commons

Na noite do último domingo, 15, o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, concedeu uma entrevista para o programa 60 minutos da CNN e falou sobre o posicionamento de Donald Trump em não reconhecer a vitória de Joe Biden, como presidente eleito do país. As informações são do UOL.

De acordo com a publicação, quando questionado sobre Trump, durante a entrevista Obama afirmou: "Quando seu tempo acaba é seu dever colocar o país em primeiro lugar e pensar além do seu ego, dos seus próprios interesses e decepções”.

Além disso, Barack — que comandou os Estados Unidos entre 2009 e 2017— também comentou sobre a postura do presidente nas alegações de fraudes nas eleições. "É mais um passo para deslegitimar não apenas o próximo governo Biden, mas a democracia em geral. E esse é um caminho perigoso. O presidente não gosta de perder e nunca admite a derrota", afirmou o democrata.

Ainda na noite de ontem, Trump usou as redes sociais e admitiu pela primeira vez a vitória de Biden, contudo, alegou novamente sem provas, que a eleição foi fraudulenta. “Ele venceu porque a eleição foi manipulada [...] Ninguém podia observar as votações, os votos foram tabulados por uma empresa privada da esquerda radical”, escreveu o republicano em seu Twitter.  

A derrota

No dia 7 de novembro, a projeção da agência Associated Press confirmou que o candidato democrata Joe Biden conseguiu atingir 274 delegados — 4 a mais do que o necessário —, sendo eleito o 46º presidente dos Estados Unidos. O presidenciável disputava a vaga contra o republicano Donald Trump, que buscava a reeleição. 

O anúncio da vitória ocorreu após o término da apuração no estado da Pensilvânia. Biden também venceu na contagem de votos totais, com mais de 4 milhões de votos. Veículos como a CNN, The New York Times e NBC também apontaram a vitória do democrata.

Completando 78 anos de idade no próximo dia 20 de novembro, Joe Biden não apenas será responsável por tirar o título do ex-apresentador de ‘O Aprendiz’, como também baterá um recorde do antecessor: Será o mais velho a assumir o cargo de presidente dos Estados Unidos. Trump já havia declarado vitória no dia 4 de novembro, antes mesmo do encerramento da apuração.