Notícias » Estados Unidos

“Não haverá exceções”: Trump autoriza prisão de pessoas que vandalizarem estátuas

Segundo o presidente norte-americano, a pena pode chegar até 10 anos de reclusão e vale tanto para as futuras manifestações quanto para aquelas que já aconteceram

Fabio Previdelli Publicado em 23/06/2020, às 12h07

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos
Donald Trump, presidente dos Estados Unidos - Getty Images

Após a morte de George Floyd, em 25 de maio, os Estados Unidos vêm passando por uma onda de protestos antirracistas. Com isso, nas últimas semanas, algumas estátuas, — em especial aquelas de figuras históricas ligadas a escravidão ou ao passado colonial —, estão sendo derrubadas ou pichadas por manifestantes.

Como forma de repreender esses atos, o presidente americano Donald Trump disse hoje, 23, em seu Twitter, que permitiu que as autoridades federais prendam quaisquer pessoas que vandalizem ou depredem estátuas no país, sob pena de até 10 anos de reclusão.

De acordo com Trump, isso vale tanto para futuras manifestações quanto para aquelas que já aconteceram. "Autorizei o Governo Federal a prender qualquer pessoa que vandalize ou destrua qualquer monumento, estátua ou outra propriedade federal nos EUA com até 10 anos de prisão, de acordo com a Lei de Preservação de Veteranos em Memorial ou com outras leis que possam ser pertinentes”, tuitou.

"Esta ação é efetivada imediatamente, mas também pode ser usada retroativamente para destruição ou vandalismo já causado. Não haverá exceções!”, complementa.