Notícias » Política

"Não tem vacina contra burrice": Boris Casoy critica Bolsonaro por postura em pandemia

O jornalista foi entrevistado no talk-show 'Conversa com Bial', da TV Globo, e comentou as medidas do chefe de estado

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Alana Sousa Publicado em 20/07/2021, às 13h00

Boris (esq.) e Bolsonaro (dir.) em montagem
Boris (esq.) e Bolsonaro (dir.) em montagem - Divulgação / TV Globo / Agência Brasil

Boris Casoy foi entrevistado pelo jornalista Pedro Bial durante o programa ‘Conversa com Bial’, transmitido pela TV Globo na madrugada desta terça-feira, 20, e abordou diversos temas relacionados a política brasileira, criticando o comportamento do atual presidente da República, Jair Bolsonaro, por não incentivar a população a tomar as vacinas disponíveis contra a Covid-19.

Na ocasião, o jornalista classificou a atitude negacionista como uma “besteira” e que ele ignora a necessidade de imunizar os brasileiros para evitar mais mortes. "Não tem vacina contra burrice", brincou em seguida. A participação ainda contou com uma revelação do comunicador, que precisou de vacina para uma doença durante a infância.

Se houvesse vacina, eu e minha irmã gêmea não teríamos sido vítimas da poliomielite. Cada criança salva é um cidadão lá na frente que pode ser um médico, que pode ser um bom marido, um bom pai".

De acordo com o portal Notícias da TV, ele acrescentou que só pôde ser curado, pois, seus pais tinham condições financeiras e os levaram para fazer a operação e o tratamento nos Estados Unidos, onde conheceu a televisão — que décadas depois, seria o aparelho onde se tornaria nacionalmente conhecido.