Notícias » Índia

Nas alturas: Indianos se casam dentro de avião para contornar restrições da pandemia, veja o vídeo!

A cerimônia será alvo de uma investigação pelo governo da Índia

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 24/05/2021, às 14h00

Trechos do vídeo que mostra a celebração ocorrendo
Trechos do vídeo que mostra a celebração ocorrendo - Divulgação / Twitter

Um casal indiano decidiu recentemente realizar seu casamento na presença de aproximadamente 130 convidados - um nível de aglomeração que vai contra um decreto assinado recentemente no país para conter a escalada de novos casos de coronavírus. 

Segundo foi repercutido pelo UOL nesta segunda-feira, 24, pra burlar as restrições, os noivos, Rakesh e Dheekshana, realizaram a cerimônia dentro de um avião que foi alugado apenas para a ocasião. 

Em entrevista ao India News, os recém-casados afirmaram que testaram todos os convidados para a covid-19 antes do episódio, assim minimizando os riscos. A despeito disso, o Asian News repercutiu uma nota da DGCA (Diretoria Geral de Aviação Civil), em que o órgão governamental informava que abrirá uma investigação a respeito do ocorrido. 

A SpiceJet, companhia aérea que reservou o avião usado para a celebração, afirmou que “o cliente foi claramente informado sobre as diretrizes da covid a serem seguidas”. Ainda segundo repercutido pelo UOL, o diretor do aeroporto de onde o Boeing 737 decolou não sabia a respeito do casamento. As informações foram repercutidas pelo site Khaleej Times. 

O motivo pelo qual o caso tornou-se famoso foi por conta de um vídeo postado nas redes sociais em que é possível ver a cerimônia indiana ocorrendo em um corredor de avião repleto de pessoas. Confira abaixo o vídeo: 

Sobre a Covid-19

De acordo com as últimas informações divulgadas pelos órgãos de saúde, atualmente, o Brasil registra 16,1 milhões de pessoas infectadas, e as mortes em decorrência da doença já chegam em 449 mil no país.  

Em 1º de dezembro de 2019, o primeiro paciente apresentava sintomas do novo coronavírus em Wuhan, epicentro da doença na China, apontou um estudo publicado na revista científica The Lancet em fevereiro deste ano.  

De lá pra cá, a doença já infectou 167 milhões de pessoas ao redor do mundo, totalizando mais de 3,47 milhões de mortes.

Na Índia, em particular, houveram 26,8 milhões de casos até hoje, e 304 mil mortes.