Notícias » Personagem

Nas redes sociais, Jair Bolsonaro lamenta a morte de Paulo Gustavo

Em fala criticada por internautas, o presidente manifestou seu pesar pelo fim do humorista que "conquistou o carinho de todo Brasil"

Redação Publicado em 05/05/2021, às 11h30

Paulo Gustavo durante evento em 2018
Paulo Gustavo durante evento em 2018 - Getty Images

Na noite da última terça-feira, 04, o Brasil lamentou a morte do grande humorista Paulo Gustavo, que faleceu em decorrência do novo Coronavírus, aos 42 anos. Na manhã desta quarta-feira, 05, então, o presidente Jair Bolsonaro comentou a fatalidade.

"Meus votos de pesar pelo passamento do ator e diretor Paulo Gustavo, que com seu talento e carisma conquistou o carinho de todo Brasil”, escreveu o político, em suas redes sociais. “Que Deus o receba com alegria e conforte o coração de seus familiares e amigos, bem como de todos aqueles vitimados nessa luta contra a Covid."

O problema é que, para muitos internautas, a fala de Bolsonaro não veio em boa hora. No Twitter, usuários pontuaram que milhares de vidas, como a do próprio Paulo Gustavo, poderiam ter sido salvas caso o país tivesse comprado as vacinas necessárias.

Nesse sentido, as muitas críticas usaram como base as revelações feitas pela CPI da Covid. Segundo as investigações da comissão, o governo de Bolsonaro recusou um total de 11 ofertas de compra dos imunizantes contra o Coronavírus.

Por outro lado, diversas pessoas partiram em defesa do presidente. Para estes usuários, as críticas feitas ao governo estariam se aproveitando da morte do humorista, que deixou o marido e dois filhos, para criar um movimento de militância contra Bolsonaro.