Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / NASA

Nasa explica o que é a 'pequena porta' de Marte que surpreendeu internautas

Registro feito em Marte pode revelar passado do Planeta Vermelho, contudo, está longe de ser uma 'porta'

Luisa Alves, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 23/05/2022, às 19h36

Fratura em Marte - Divulgação/NASA
Fratura em Marte - Divulgação/NASA

O Rover Curiosity, veículo espacial da NASA que explora a cratera Gale em Marte, registrou uma abertura em uma colina rochosa, no início desse mês. A descoberta gerou curiosidade entre internautas por sua semelhança com uma pequena porta. No entanto, a verdade estava longe disso.

Os cientistas esclareceram, que na verdade, o que fora apontado como uma ‘porta’ cortada em um penhasco no planeta vermelho é, na realidade, apenas uma pequena fratura natural na rocha. Essas fraturas são comuns não apenas no Planeta Vermelho, mas também na Terra. 

“O monte, no Monte Sharp, tem várias fraturas expostas naturais – incluindo uma de aproximadamente 30 centímetros de altura e 40 centímetros de largura, semelhante em tamanho a uma porta de cachorro. Esses tipos de fraturas expostas são comuns no leito rochoso, tanto na Terra quanto em Marte”, explicou a NASA em comunicado.

Segundo a administração Nacional da Aeronáutica e Espaço (NASA), essas rochas podem servir como um 'portal para o passado antigo’ do Planeta Vermelho. Mesmo que não exista a esperança de uma civilização alienígena por detrás da 'fratura', os cientistas acreditam que a rachadura fornecerá oportunidades interessantes para novas descobertas científicas. As informações são do site Yahoo!

O Curiosity registrou a abertura no dia 7 de maio através da sua Mast Camera, durante uma análise da colina rochosa na qual ele se encontra, conhecida como “East Cliffs”. A “pequena porta” tem 30 centímetros de altura e 40 centímetros de largura, por isso foi comparada a uma porta de cachorro.

Tendência do cérebro humano 

A comparação da fratura com uma ‘pequena porta’, provocou uma explicação por parte da NASA nas redes sociais.

Claro, pode parecer uma pequena porta, mas, na verdade, é uma característica geológica natural!”, disse a equipe no Twitter.

Segundo a equipe do Curiosity, a comparação com uma ‘porta’ faz parte de uma tendência do cérebro humano de procurar padrões que façam sentido em formas ambíguas.