Notícias » Naufrágio

Naufrágio pode desvendar mistério da Sala de Âmbar perdida dos nazistas

Desconhecido desde a Segunda Guerra Mundial, o paradeiro da suntuosa sala pode ter sido finalmente revelado

Pamela Malva Publicado em 03/10/2020, às 10h00

Réplica da poderosa Sala de Âmbar na Rússia
Réplica da poderosa Sala de Âmbar na Rússia - Getty Images

Durante a Segunda Guerra Mundial, os soldados de Hitler encontraram um grande tesouro, considerado a Oitava Maravilha do Mundo. Perdida desde então, a Sala de Âmbar é um dos mistérios mais persistentes da história, que pode ter sido desvendado.

Em comunicado, mergulhadores poloneses afirmaram ter encontrado destroços de um navio alemão datado do conflito, que pode ajudar a identificar o paradeiro da Sala de Âmbar. Sob o nome de Karlsruhe, a embarcação zarpou em meados de 1945, portando uma carga bastante pesada, mas foi naufragado por aviões de guerra soviéticos.

“Estamos procurando os destroços desde o ano passado”, explicou o mergulhador Tomasz Stachura. “Está praticamente intacto. Em seus porões, descobrimos veículos militares, porcelanas e muitos engradados com conteúdo ainda desconhecido”.

Restos de naufrágio encontrados no mar próximo à Polônia / Crédito: Divulgação

 

Segundo a documentação da época, o barco saiu às pressas de Koenigsberg, na costa da Polônia. Além da grande carga, as mais de mil pessoas a bordo ainda poderiam estar dividindo espaço com pistas sobre o paradeiro da suntuosa Sala de Âmbar.

Construído entre os anos de 1701 e 1711, o ambiente contava com mais de seis toneladas de pedras de âmbar, além de folhas de ouro. Atualmente, é possível visitar uma réplica da Sala de Âmbar construída no Palácio de Catarina, na Rússia.