Notícias » Chile

Neta de Salvador Allende fará parte do gabinete de Boric

14 dos ministérios do presidente eleito serão chefiados por mulheres, incluindo a neta do presidente deposto por Pinochet

Paola Orlovas, sob supervisão de Wallacy Ferrari Publicado em 22/01/2022, às 09h46

Gabriel Boric, presidente eleito do Chile
Gabriel Boric, presidente eleito do Chile - Getty Images

Gabriel Boric, o presidente eleito do Chile, anunciou na última sexta-feira, 21, anuncia a composição dos 24 ministérios do governo. 14 dos ministérios serão chefiados por mulheres, e entre elas está Maya Alejandra Fernández Allende, neta de Salvador Allende, ex-presidente do Chile. As informações são do portal de notícias UOL.

Maya Alejandra Fernández Allende conta com uma trajetória na política chilena, sendo deputada desde 2014, e tendo sido presidente da Câmara do país entre os anos de 2018 e 2019. Ela é filha de Beatriz Allende Bussi, cujo pai foi Salvador Allende, ex-presidente do país deposto pelo golpe de estado de Augusto Pinochet.

Depois de anunciar os nomes dos futuros ministros do país, Boric falou um pouco sobre o grupo diverso de selecionados:

Esse gabinete tem a missão de lançar as bases para as grandes reformas que nos propusemos realizar em nosso programa", disse o político de 35 anos.

Além de Maya Alejandra Fernández Allende, Mario Marcel, líder do banco central desde 2016, chefiará o Ministério da Fazenda, Izkia Siches, uma das aliadas e chefe da campanha de Boric, foi nomeada para o Ministério do Interior e Marcela Hernando, ex-prefeita e parlamentar do Partido Radical na região de Antofagasta, será ministra de Mineração.