Notícias » Crimes

Netflix lança documentário sobre crimes do 'Palhaço Assassino'

“Conversando com um serial killer: o Palhaço Assassino” estreou hoje, 20, na plataforma de streaming

Fabio Previdelli Publicado em 20/04/2022, às 15h15

Material de divulgação de “Conversando com um serial killer: o Palhaço Assassino”
Material de divulgação de “Conversando com um serial killer: o Palhaço Assassino” - Divulgação/ Netflix

Cada vez mais, a Netflix amplia seu catálogo sobre produções que relatam crimes reais que chocaram a sociedade — independente do lugar do mundo em que os casos foram registrados. 

O mais novo sucesso da plataforma de streaming é a minissérie “Conversando com um serial killer: o Palhaço Assassino”, que estreou hoje, 20. Dividida em três, a produção relata os insólitos crimes de John Wayne Gacy, que assassinou 33 garotos entre 1972 e 1976.

John Wayne Gacy era muito querido na comunidade, sonhava em ser político e às vezes fazia bicos como palhaço. Mas também era um serial killer, que assassinou 33 garotos entre 1972 e 1976. A maioria das vítimas foram encontradas enterradas na casa dele, nos subúrbios de Chicago. Cinquenta anos depois, muitas delas ainda não foram identificadas, mesmo com análises de DNA. Agora, graças a 60 horas de gravações inéditas de conversas entre Gacy e sua equipe de defesa, temos uma nova perspectiva sobre a mentalidade narcisista do assassino e podemos entender melhor como ele conseguiu passar tanto tempo impune”, aponta a sinopse da obra. 

A nova produção é dirigida por Joe Berlinger, que já havia feito sucesso com o público pelo aclamado “Conversando com um serial killer: Ted Bundy”, também disponível na Netflix. 

Apresentando novas entrevistas com os principais envolvidos no caso, incluindo personagens nunca antes entrevistados, “Conversando com um serial killer: o Palhaço Assassino” ainda apresenta o emocionante depoimento de um dos sobreviventes dos ataques de Wayne Gacy

Por fim, o documentário vai em busca de explicações para uma pergunta crucial sobre o caso: Como uma figura pública como Gacy conseguiu cometer tantos assassinatos sem ser descoberta?

Os crimes de John Wayne Gacy

Tudo começou em 1972: era o segundo dia do ano quando o garoto Timothy McCoy acordou cedo e fez um belo café da manhã para ele e John Wayne Gacy, o simpático homem que o permitiu passar a noite em sua casa. Tim estava indo para Michigan. Mas antes, fez a mesa e subiu as escadas para chamar Gacy — sem perceber que ainda segurava a faca que usava para cozinhar.

Foi aí que a situação se agravou. Assustado, Gacy não percebeu que Tim não queria lhe fazer mal. De cara, atacou o garoto, e o esfaqueou até a morte. Para se livrar do corpo, ele enterrou o menino debaixo de sua casa e cobriu o cadáver com concreto. Saiba mais sobre os crimes de John Wayne Gacy clicando aqui.