Notícias » Curiosidades

Nixon vs Kennedy: 60 anos do primeiro debate televisionado dos EUA

O episódio marcaria a história da televisão e da política americana com bastidores bem elaborados

Giovanna de Matteo Publicado em 26/09/2020, às 00h00

Primeiro debate na TV nos EUA entre Kennedy e Nixon pela presidência, 1960
Primeiro debate na TV nos EUA entre Kennedy e Nixon pela presidência, 1960 - Divulgação

A noite de 26 de setembro de 1960 ficaria marcada na história. Pela primeira vez na televisão a emissora CBS decidiu que no lugar da transmissão de um episódio do famoso sitcom The Andy Griffith Show, a rede passaria um debate político entre os dois candidatos à presidência dos Estados Unidos daquele ano. Frente a frente, Richard Nixon e John F. Kennedy se reuniram para discussão de propostas presidenciais e temas político-sociais de interesse público.

A popularização da TV, que se tornou possível através do American Way Of Life, foi responsável apresentar ao público a transmissão do debate, ampliando também o interesse político na população, que a partir disso poderia estar mais perto de seu candidato.

A eleição de 1960 marcava um momento decisivo para os EUA. Em meio a Guerra Fria contra a União Soviética, o presidente que seria eleito deveria tomar as rédeas contra o avanço do comunismo e do futuro do país. Acredita-se que o debate foi de extrema importância para os resultados da eleição, já que Nixon, que era até o momento o favorito, perdeu popularidade por não ter se saído tão bem nas discussões televisionadas que duraram 60 minutos.

Richard Nixon / Crédito: Reprodução

 

O candidato republicano apareceu nas telas com uma aparência pálida e abaixo do peso, devido a uma hospitalização que o fez parar as campanhas duas semanas antes. Segundo o jornalista David Halberstam: “Nixon parecia que estava indo a um funeral ao invés de ir a um debate”.

Já o democrata Kennedy estava em posição totalmente oposta, se apresentando com calma e revigorante durante todo o programa, saiu naquela noite como uma estrela. JFK foi eleito naquele ano, e muitos dizem que sem o debate isso não teria sido possível. 

Os debates que ocorreriam a partir daquele primeiro dia tiveram um grande impactado nos Estados Unidos e no mundo todo, revolucionando a forma de se fazer campanhas presidenciais, iniciando uma nova era entre a imagem da figura pública e a mídia e como esses ajudariam a partir dali na propagação das ideias políticas dos presidenciáveis.

Bastidores

O debate foi mediado pelo jornalista Howard K. Smith que abriu o importante momento ditando as regras. Enquanto isso os candidatos estavam sentados em cadeiras ao lado do moderador. O cenário do estúdio foi anteriormente discutido, desde as cores de fundo, sendo que Kennedy ficaria a frente de cores claras e Nixon de cores mais escuras, propriamente escolhidas por eles. Tudo pensando, até mesmo a distância em que ficariam. O democrata do lado esquerdo e o republicano do lado
direito, segundo combinado pelos partidos.

Kennedy foi o primeiro a levantar as palavras naquela noite. Para Ambrose, biógrafo de Nixon, o discurso inicial do democrata afetou o vice-presidente, que não estava à espera de ataques agressivos ao seu governo logo no início das gravações.

John F. Kennedy, o 35º presidente dos Estados Unidos - Wikimedia Commons

 

O presidenciável aproveitou sua deixa para dizer contra o governo de Eisenhower e
Nixon, citando desde as baixas econômicas do país até a luta dos EUA contra a URSS, no qual comparou com a Guerra Civil Americana, chamando as táticas de guerra do governo uma "luta entre a escravidão contra a liberdade".

O debate seguiu com perguntas de jornalistas a respeito da política interna de Nixon, das propostas de educação e da votação no Congresso dos dois concorrentes. Apesar de o republicano ter sofrido ataques, ele manteve seus discursos voltados para si mesmo e suas metas, e não para a oposição.


+Saiba mais sobre John F. Kennedy através das obras disponíveis na Amazon:

Os últimos dias de John f. Kennedy, de Martin Dugard e Bill Reilly (2013) - https://amzn.to/3abuLLs

Era uma vez um segredo, de Mimi Alford (2013) - https://amzn.to/2U4XU58

Perfis de coragem, de John F. Kennedy (2017) - https://amzn.to/2J3lkBB

Nêmesis, de Peter Evans (2015) - https://amzn.to/3bcWmM5

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du