Notícias » Afeganistão

No Afeganistão, meninas poderão voltar para escola assim que possível, diz porta-voz do Talibã

As alunas que estão matriculadas no ensino médio ainda não foram autorizadas a voltar às aulas

Redação Publicado em 21/09/2021, às 08h35

Imagem ilustrativa de meninas em sala de aula no Afeganistão
Imagem ilustrativa de meninas em sala de aula no Afeganistão - Getty Images

Conforme afirmou o porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid, nesta terça-feira, 21, as meninas afegãs que cursam o ensino médio poderão voltar a estudar em breve no país. Segundo informações do UOL, na mesma ocasião, Mujahid anunciou os nomes de novos ministros, confirmando que o governo do grupo extremista será 100% masculino.

"Estamos finalizando as coisas e isto acontecerá assim que possível", disse o porta-voz sobre a volta das alunas. As aulas foram interrompidas em agosto, quando os talibãs assumiram o poder e foram retomadas parcialmente na semana passada. No entanto, até o momento, apenas os meninos estão autorizados a comparecer a instituições de ensino.

Conforme a fonte, a medida foi duramente criticada ao redor do mundo, uma vez que a comunidade internacional teme que o Afeganistão volte a um passado não muito distante, quando pessoas do sexo feminino foram impedidas de trabalhar e estudar no país.

No período entre 1996 e 2001, a participação feminina na administração do Afeganistão era inexistente, situação que tem se repetido no atual governo, com apenas homens no comando dos ministérios e demais áreas do poder.

Segundo o portal de notícias, alunas do ensino fundamental e também universitárias já voltaram a frequentar as aulas, porém, as turmas mistas não poderão mais existir. A ordem do Talibã determina que homens e mulheres fiquem separados até mesmo em ambiente estudantil.