Notícias » Brasil

No Ceará, onça-pintada e outros 3 animais 'estão provavelmente extintos", revela Secretaria

Já no início de projeto que busca proteger a fauna do estado, pesquisas revelam animais extintos e ameaçados

Alan de Oliveira | @baco.deoli Publicado em 13/04/2022, às 10h56

Onça pintada
Onça pintada - Getty Images

A onça-pintada (Panthera onca), o tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla), a queixada (Tayassu pecari) e as populações nativas de bicho-preguiça (Bradypus variegatus) são espécies "provavelmente extintas" no Ceará, segundo a Secretaria do Meio Ambiente do Ceará (Sema).

Além das quatro espécies, há duas certamente inexistentes no território do estado: a anta (Tapirus terresitris) e o tatu-canastra (Priodontes maximus).

As informações foram divulgadas no projeto “Lista de Fauna Ameaçada no Ceará”, nesta terça-feira (12). Na primeira fase, o intuito é revelar a lista dos mamíferos em solo ameçados de extinsão.

Segundo a Sema, uma equipe de mais de 50 profissionais e 18 instituições, coordenada pelo professor Hugo Fernandes da Universidade Federal do Ceará (UFC), passou cerca de quatro anos investigando e avaliando todas as espécies em risco de extinção no Ceará.

O projeto faz parte do Programa Cientista Chefe do Governo do Estado do Ceará.

Importante ressaltar que algumas espécies que nem sequer estão ameaçadas em nível nacional estão criticamente ameaçadas no Ceará. É o caso do quati (Nasua nasua) e do caxinguelê (Guerlinguetus brasiliensis), com registros raros e de localização restrita no estado. Ainda na categoria de "Criticamente em Perigo", encontram-se o tatu-bola (Tolypeutes tricinctus) e o morcego Chiroderma visottoi”, disse Hugo Fernandes.

'Em Perigo' e 'Vulnerável'

Hugo ainda revela outros dados preocupantes. Os estudos apontam para 12 espécies na categoria “Perigo” ou “Ameaça de Extinção”, sendo que a varredura de dados não foi completa por falta de dados de 17% das espécies.

O secretário do Meio Ambiente, Arthur Bruno, disse que o próximo passo é fazer a mesma listagem dos animais aquáticos e depois das aves como os répteis.

A lista completa, hoje, foi a lista dos mamíferos ameaçados de extinção. O próximo passo será os mamíferos aquáticos, depois as aves e depois os repteis e até o fim do ano teremos uma toda essa lista de espécies ameaçadas. Com isso teremos políticas específicas de preservação dessas espécies. A questão da licença ambiental para atividades econômicas passará também pela análise dessa lista e nossa ideia é popularizar essas informações para que a sociedade lute contra a extinção das espécies”, afirmou o titular da Sema.

Segundo o professor Luís Ernesto, coordenador do programa de Cientista Chefe do Meio Ambiente, o lançamento da Lista Vermelha de mamíferos terrestres é de “significação fundamental” pois permite compreender o estado de conservação das 128 espécies que existem entre estes animais. Estado do Ceará.


*Com informações do portal de notícias G1

Veja imagens dos mamíferos

Queixada - Getty Images
Tamanduá-bandeira - Getty Images
Onça-pintada - Getty Images
Bicho-preguiça - Getty Images