Notícias » Egito

No Egito, 250 tumbas são encontradas por acaso escavadas em rocha

Datadas em mais de 4 mil anos, as sepulturas apresentam características distintas e intrigaram os arqueólogos

Alana Sousa Publicado em 17/05/2021, às 15h30

Imagem das tumbas encontradas em meio a grande rocha
Imagem das tumbas encontradas em meio a grande rocha - Divulgação/Ministério Egípcio de Turismo e Antiguidades

Na última semana, arqueólogos se depararam com uma coleção de mais de 250 tumbas escavadas em uma rocha no Egito. A descoberta aconteceu por acaso na l-Hamidiyah, a leste de Sohag, como informou o site Ahram Online.

Ao tentar documentar algumas sepulturas encontradas na região, os especialistas localizaram centenas de outras tumbas, datadas em 4.200, desde o fim do Império Antigo até o fim do período ptolomaico.

Artefato encontrado da escavação / Crédito: Divulgação/Ministério Egípcio de Turismo e Antiguidades

 

De acordo com um comunicado de Mustafa Waziri, secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades do Ministério de Turismo e Antiguidades, foram encontrados também poços funerários e diferentes moldes de tumbas, agregando ainda mais valor a descoberta.

Pote de cerâmica desenterrado no Egito / Crédito: Divulgação/Ministério Egípcio de Turismo e Antiguidades

 

“Devido ao seu pequeno tamanho em comparação com as tumbas reservadas para a realeza, que são de tamanhos grandes, essas tumbas podem ter sido destinadas ao povo comum”, afirmou o historiador Bassam al-Shamaa ao site Al-Monitor.

Detalhe de artefato descoberto na escavação / Crédito: Divulgação/Ministério Egípcio de Turismo e Antiguidades

 

Ainda há muito a ser compreendido, como a divergência entre a presença de potes de uso cotidiano e outros feitos para fins funerários. Além disso, esqueletos humanos e animais foram desenterrados e passarão por análises em um futuro próximo.

Sobre arqueologia

Descobertas arqueológicas milenares sempre impressionam, pois, além de revelar objetos inestimáveis, elas também, de certa forma, nos ensinam sobre como tal sociedade estudada se desenvolveu e se consolidou ao longo da história. 

Sem dúvida nenhuma, uma das que mais chamam a atenção ainda hoje é a dos egípcios antigos. Permeados por crendices em supostas maldições e pela completa admiração em grandes figuras como Cleópatra e Tutancâmon, o Egito gera curiosidade por ser berço de uma das civilizações que foram uma das bases da história humana e, principalmente, pelos diversos achados de pesquisadores e arqueólogos nas últimas décadas.