Notícias » Personagem

No Instagram, Angelina Jolie diz que se envolveu na causa dos refugiados por acreditar “nos direitos humanos”

A atriz surpreendeu internautas ao publicar uma carta de uma garota afegã que compartilhava sua experiência com o domínio do Talibã

Isabela Barreiros, sob supervisão de Penélope Coelho Publicado em 23/08/2021, às 09h04

A atriz Angelina Jolie em 2019
A atriz Angelina Jolie em 2019 - Getty Images

Na última sexta-feira, 20, Angelina Jolie criou uma conta no Instagram, que foi estreada com uma carta escrita por uma garota afegã recebida por ela. A atriz é embaixadora da Boa Vontade da Agência de Refugiados da ONU, Acnur, e é conhecida por seu trabalho com refugiados.

Depois de compartilhar a correspondência, que comoveu internautas ao redor do mundo, a artista fez outra publicação ontem, 22, explicando os motivos que a levaram a realizar tal trabalho, especialmente agora com a crise gerada pela tomada de poder do Talibã no Afeganistão após 20 anos.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Angelina Jolie (@angelinajolie)

 

Jolieressaltou sua motivação para se envolver com a causa: "não foi por caridade, mas por profundo respeito aos refugiados e suas famílias e por tudo que eles continuam superando, apesar de tantas perseguições, desigualdades e injustiças".

"Comecei a trabalhar com pessoas refugiadas porque acredito apaixonadamente nos direitos humanos”, declarou a atriz.

“Hoje, 1% da população mundial — 82,4 milhões de pessoas — está refugiada. Isso é quase o dobro de uma década antes. Algumas crises, como a guerra no Afeganistão, duram décadas. Outros, como o conflito na Etiópia, são mais recentes. Todos eles têm em comum a violência e a negação de direitos que deixam famílias inocentes sem escolha a não ser fugir”, continuou.

“Em que ponto estaremos preocupados o suficiente para enfrentar a devastação ambiental, os conflitos e as violações dos direitos humanos que alimentam essas crises?”, questionou a artista.

E a artista finalizou fazendo um pedido: “Estou sempre aprendendo — se você quiser se juntar a mim, visite a conta UN @refugees".