Notícias » Irã

No Irã, dupla que cometeu adultério é condenada à morte

Caso aconteceu no começo do ano e teve desdobramentos

Redação Publicado em 06/11/2021, às 17h45

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Imagem de Ronny Overhate por Pixabay

No Irã, um caso ocorrido no começo de 2021 ganhou desdobramentos neste sábado, 6. Segundo o jornal Sharg, repercutido pela AFP, uma dupla foi condenada à morte por cometer adultério no país.

O caso, envolvendo um homem de 27 anos e uma mulher de 33 anos, se deu após a companheira, - que fora alvo do adultério -, revelar vídeos do rapaz e sua amante fazendo sexo. Ela enviou o material para as autoridades locais.

Embora tenha perdoado a dupla infiel, o pai da mulher não se deu por satisfeito e pediu a pena de morte para ambos.

Além de usar o vídeo, o veículo repercutiu que a Câmara da Suprema Corte do país definiu a sentença de morte com base em ‘suas confissões’.

A situação pode ter um rumo diferente caso a família da mulher que enviou as gravações declarar clemência aos condenados, que assim escapariam da morte.

Vale relembrar que o artigo 104 do Código Penal do Irã determina que casos de adultérios podem resultar em execução mediante apedrejamento. Contudo, o juiz que avalia o caso tem o poder de definir a forca.