Notícias » Arqueologia

No Muro das Lamentações, arqueólogos encontram munição da Guerra dos Seis Dias

Acredita-se que as munições e as baionetas foram usadas pelo Exército da Jordânia durante o conflito

Fabio Previdelli Publicado em 25/06/2020, às 10h30

Um dos carregadores completos de uma metralhadora leve Bren
Um dos carregadores completos de uma metralhadora leve Bren - Divulgação/ Yoli Schwartz/ Israel Antiquities Authority

Arqueólogos israelenses descobriram munição jordaniana sob os túneis do Muro das Lamentações, provavelmente escondidos durante a Guerra dos Seis Dias, de 1967, quando Amã lutou contra Israel pela Cidade Velha. Desde então, a relíquia permaneceu intocada sob o local sagrado por 53 anos.

Segundo a Israel Antiquities Authority (IAA) e a Western Wall Heritage Foundation, durante a escavação de uma cisterna de água, sob o saguão dos túneis do Muro das Lamentações, foram encontrados: “dez carregadores completos de uma metralhadora leve Bren, pentes de munição completos e duas baionetas de um rifle britânico Lee Enfield”.

Munições de uma metralhadora leve Bren / Crédito: Divulgação/ Yoli Schwartz/ Israel Antiquities Authority

 

"Geralmente, em escavações, encontramos coisas mais antigas de um ou dois mil anos atrás, mas desta vez, tivemos um vislumbre dos eventos que ocorreram 53 anos atrás, congelados no tempo nesta cisterna de água", disseram os arqueólogos da IAA, Dr. Barak Monnickendam-Givon e Tehila Sadiel, em um comunicado conjunto na última quarta-feira, 24.

"Aparentemente, este é um depósito de munição que foi intencionalmente escondido por soldados do Exército Real da Jordânia durante a Guerra dos Seis Dias”, acrescentaram.

Baioneta de um rifle britânico Lee Enfield / Crédito: Divulgação/ Yoli Schwartz/ Israel Antiquities Authority

 

Com a descoberta, a Western Wall Heritage Foundation disse: “Juntamente com outras descobertas gloriosas do passado de nossa nação, desde o período do Segundo Templo, também estamos felizes em encontrar artigos da guerra desta geração passada, restaurando assim o coração da nação judaica, permitindo assim nos agarrarmos nas pedras do Muro Ocidental”.