Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

O galo de estimação que tem incomodado uma vizinhança no Peru

A estudante peruana afirma que recebeu uma multa e corre risco de ser separada de sua amada ave

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 08/06/2022, às 10h51 - Atualizado em 11/06/2022, às 06h00

Trecho de reportagem com Naomi Sotillo e seu galo - Divulgação/ Youtube/ La Republica
Trecho de reportagem com Naomi Sotillo e seu galo - Divulgação/ Youtube/ La Republica

Naomi Sotillo é uma jovem moradora de Jesús Maria, distrito no Peru, e pouco mais de um ano atrás adotou um pintinho, resgatando-o de um lixão. Seu animal de estimação cresceu, tornando-se um galo cuja cantoria estaria incomodando vizinhos e causando-lhe problemas com as autoridades. 

Segundo informações repercutidas pelo portal La Republica, a estudante teria recebido uma multa de 920 soles peruanos da prefeitura de Jesús Maria, o que convertido para nossa moeda corresponderia a quase 1.200 reais. Ela teme que, caso não pague, seja separado de seu galo, que se chama Cláudio

O caso gerou indignação entre outros peruanos nas redes sociais, uma vez que a ave seria domesticada, e levou à organização de um protesto, que conta com o apoio do proprietário de uma clínica veterinária local, José Zevallos

Através de várias associações de proteção aos animais e vários veterinários, estamos convocando uma manifestação nos próximos dias diante desses comportamentos abusivos contra pequenos animais e vizinhos. Há coisas muito mais importantes do que impor uma sanção a um jovem estudante", defendeu ele, ainda segundo o La Republica. 

Disputa de narrativas

Em entrevista ao jornal 24 Horas, todavia, Luis Revera, que é representante das autoridades de Jesús Maria, afirmou que Naomi Sotillo teria recebido apenas uma notificação. 

“Queremos esclarecer que em nenhum momento foi aplicada multa à Srta Sotillo. Um animal de estimação, neste caso o galo, está causando incômodos aos vizinhos da habitação multifamiliar. Por se tratar de uma propriedade privada onde existem vários donos, ela tem de obter as assinaturas de todos os donos para que a autorizem a ficar com o animal de estimação ou, na sua falta, opte por medidas como uma caixa ou um curral acústico para manter este animal de estimação com responsabilidade”, explicou Revera na ocasião. 

Durante suas conversas com o La Republica, contudo, Naomi mostrou às câmeras os documentos oficiais em que a penalidade financeira seria cobrada. 

Confira abaixo uma das reportagens com a dona do galo de estimação: