Notícias » Vaticano

No Vaticano, Papa Francisco se encontra com cardeal absolvido por violência sexual

George Pell foi condenado em 2019 por estupro e agressão sexual contra dois meninos, mas foi absolvido por falta de provas

Alana Sousa Publicado em 12/10/2020, às 09h15

Montagem de George Pell e o Papa Francisco
Montagem de George Pell e o Papa Francisco - Getty Images / Wikimedia Commons

Segundo o boletim oficial do Vaticano, que noticia a agenda do Papa Francisco, o líder supremo da Igreja Católica se encontrou na manhã de hoje, 12, com o cardeal australiano George Pell, que havia sido condenado por agressão sexual, mas depois foi absolvido, pois, o tribunal lhe concedeu o benefício da dúvida.

O encontro não é bem visto, Pell havia sido acusado de violência sexual e estupro contra dois meninos nos anos de 1996 e 1997. No início de 2019, o cardeal foi sentenciado a seis anos de prisão; no entanto, um ano depois, foi absolvido pelo Tribunal Superior da Austrália, devido a insuficiência de provas.

Apesar de controversa, a reunião já podia ser esperada, Pell era Secretário da Economia do Vaticano quando o caso veio à público, sendo que ele foi rapidamente demitido do cargo. O motivo da reunião ainda permanece desconhecido, mesmo que seja improvável que o australiano assuma qualquer outra função pública.

Na época da condenação, o Vaticano mostrou apoio à Justiça da Austrália, mas enfatizou que George tinha “o direito de se defender até o último recurso”. O cardeal, que sempre alegou inocência, disse que sua absolvição foi uma reparação de uma “grave injustiça”.