Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Versace

Nos 25 anos da morte de Gianni Versace, Donatella desabafa: 'Queria que você estivesse aqui'

Estilista faleceu em 1997, baleado na escadaria de sua mansão em Miami

Redação Publicado em 15/07/2022, às 19h47

Donatella Versace e Gianni Versace - Reprodução/Youtube/Para Os Curiosos
Donatella Versace e Gianni Versace - Reprodução/Youtube/Para Os Curiosos

Donatella Versace, vice-presidente do Grupo Versace e irmã de Gianni Versace, fundador da marca, postou em suas redes sociais, uma antiga foto ao lado do irmão para homenageá-lo no dia de sua morte e declarou sua saudade. A publicação foi feita nessa sexta-feira, 15.

Após 25 anos do falecimento do designer de moda italiana, Gianni Versace, vítima de um assassinato que ocorreu na porta de sua mansão em Miami, a irmã do lendário estilista compartilhou em seu Instagram, antigas fotos em que eles estão juntos, em lembrança ao irmão.

"25 anos sentindo sua falta, Gianni. Todos os dias, eu gostaria que você ainda estivesse aqui", escreveu na legenda.

A marca Versace, fundada por Gianni, agora é comandada por seus irmãos e foi vendida em 2019 para o americano Michael Kors por 2 bilhões de dólares. 

Morto em sua casa

Gianne Versace foi assassinado em 1997 na escadaria de sua mansão em Miami, quando voltava de uma caminhada. Ele foi baleado duas vezes pelo jovem de 27 anos, Andrew Cunanan, que dizia ser um amigo íntimo de Gianni.

A motivação do crime é desconhecida, já que Cunanan se suicidou 8 dias depois do crime. No mesmo ano do assassinato de Gianne, o rapaz cometeu 4 assassinatos em 12 dias, sendo o último deles, o do designer, após dois meses de fuga. 

O rapaz da Califórnia também assassinou o magnata do ramo imobiliário Lee Miglin em 1997. Não existem comprovações de que ele era de fato próximo a Versace, a família do estilista nega, mas sabe-se que ambos frequentavam os mesmos locais, com círculos sociais semelhantes.