Notícias » Holocausto

Nos EUA, 66% da geração Millennial desconhece o campo de concentração de Auschwitz, afirma estudo

A pesquisa também revela que parte da geração não tem conhecimento sobre os horrores cometidos pelas tropas de Adolf Hitler

Thiago Lincolins Publicado em 07/05/2019, às 11h12

None
- Crédito: Domínio Público

Um levantamento feito pela organização Conferência de Reivindicações Materiais Judaicas Contra a Alemanha (Claims Conference), nos EUA, revelou dados alarmantes sobre os Millennials, os jovens que nasceram no início da década de 1980 e no final da década de 1990.

O estudo, realizado em fevereiro de 2018 nos EUA, entrevistou 1.350 americanos com 18 anos ou mais. De acordo com os resultados, 66% dos Millennials não sabem o que foi Auschwitz.

Os dados revelaram que 11% dos adultos e mais de um quinto da “geração da internet” desconhecem o holocausto. A pesquisa também aponta que 31% dos adultos e 41% dos jovens acreditam que apenas 2 milhões de judeus, ou menos, foram mortos durante o trágico capitulo da História. As tropas nazistas foram responsáveis pelas mortes de 6 milhões de judeus.

Erguido em 1940 nos subúrbios da cidade de Oswiecim, na Polônia, o campo de concentração de Auschwitz tinha três partes: Auschwitz I, a mais antiga; Auschwitz II-Birkenau, que reunia o aparato de extermínio; e Auschwitz III-Buna, com cerca de 40 subcampos de trabalho forçado.

As primeiras vítimas foram poloneses, seguidos de soviéticos, ciganos e prisioneiros de guerra. Em 1942, o campo voltou-se para a destruição em massa dos judeus. Lá, cerca de 1,5 milhão de pessoas morreram, a maioria em câmaras de gás.

"O estudo ressalta a importância da educação sobre o Holocausto nas escolas", afirmou Greg Schneider, vice-presidente da Claims Conference em comunicado. “Ainda existem lacunas preocupantes na consciência do Holocausto enquanto os sobreviventes ainda estão conosco, imagine quando não houver mais sobreviventes para contar suas histórias.”