Notícias » EUA

Nos EUA, homem que liderava movimento antimáscara morre de Coronavírus

A esposa de Caleb Wallace disse que ele se recusou a procurar um médico

Redação Publicado em 29/08/2021, às 22h29

Registro de Caleb Wallace
Registro de Caleb Wallace - Divulgação/Vídeo

Caleb Wallace, que liderava um dos movimentos contrários às regras sanitárias impostas na pandemia de covid-19, faleceu aos 30 anos em decorrência do vírus nos EUA.

Conforme explicado por Jessica Wallace, companheira de Caleb, ele estava internado desde 30 de julho.

Diante da situação do marido, ela criou uma página de campanha online com o objetivo de conseguir dinheiro para pagar os gastos hospitalares.

"Caleb morreu em paz. Ele viverá para sempre em nossos corações e mentes", disse ela na página.

O Huffington Post chegou a repercutir que os sintomas tomaram Caleb em 19 de julho de 2021, contudo, Jessica relatou que ele não concordou em fazer o teste de covid-19 e passou a fazer uso de aspirina, zinco, vitamina C e também da infame ivermectina, ou seja, remédios que não ajudam a combater os efeitos do vírus.

'Sem testes'

A esposa também informou que Caleb, além de não conseguir respirar sem a ajuda de aparelhos, também necessitou de oxigênio e ventilação.

"Ele era tão teimoso", desabafou ela ao veículo San Angelo Standard-Times. "Ele não queria ver um médico, porque não queria fazer parte das estatísticas com os testes da covid-19".

Informações falsas

Enquanto estava vivo, Caleb chegou a estruturar um comício antimáscara em 4 de julho de 2020. Criador da página The San Angelo Freedom Defenders (Defensores da Liberdade de San Angelo, em tradução livre), foi ele também o responsável por espalhar informações falsas sobre o uso de máscaras, ao dizer que não são eficazes contra o vírus que já matou mais quatro milhões de pessoas ao redor do mundo.

Agora, Jessica cuida de três filhas e espera um bebê que pode vir ao mundo no mês de setembro.