Notícias » Estados Unidos

Nos EUA, policial que usou abordagem inadequada para prender militar negro é demitido

A interação entre o tenente Caron Nazario e o oficial Joe Gutierrez foi registrada em vídeo, confira!

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 12/04/2021, às 14h58

Trecho do vídeo com o policial Joe Gutierrez à esquerda e o militar à direita
Trecho do vídeo com o policial Joe Gutierrez à esquerda e o militar à direita - Divulgação / Youtube

No último domingo, 11, autoridades do Departamento Policial de Virgínia, nos Estados Unidos, comunicaram a demissão de um oficial após a circulação nas redes sociais de um vídeo que o mostrava abordando um homem negro usando uniforme militar em um posto de gasolina. O caso foi repercutido pelo UOL. 

Após uma investigação interna, o órgão chegou à conclusão que o policial Joe Gutierrez não havia seguido os protocolos adequados durante sua abordagem de Caron Nazario. O soldado, inclusive, não permaneceu preso após o caso, sendo rapidamente liberado. 

Caron, que é um tenente em serviço do exército norte-americano, pode ser visto no vídeo com as mãos para cima e perguntando o que está acontecendo, enquanto a dupla de policiais tem as armas apontadas para o militar e grita para que ele saia de seu veículo.

A certo ponto, Nazario diz "Sinceramente, tenho medo de sair [do carro]”, ao que o oficial Gutierrez responde “Sim, você realmente devia ter medo". Alguns instantes depois, ele afirma que o militar está realizando uma "obstrução da justiça" com sua demora para obedecer, e joga spray de pimenta no rosto dele. 

Ainda segundo o UOL, o governador do estado norte-americano da Virgínia declarou que o vídeo era “perturbador”. 

O caso acaba lembrando outras ocasiões em que policiais estadunidenses tiveram atitudes violentas e fora de protocolo direcionadas à pessoas negras ou imigrantes, incluindo o próprio George Floyd, cujo assassinato durante uma dessas situações de brutalidade policial gerou protestos na primeira metade de 2020.

Veja abaixo o vídeo da interação dos oficiais com o tenente, que foi divulgado pelo The  Guardian, entre outros veículos: