Notícias » Estados Unidos

Nos EUA, político causa polêmica com falas sobre estupro: 'Deitar e se divertir'

Referindo-se a um suposto conselho que dá para suas filhas, Robert Regan defendeu que elas devem se divertir em caso de estupro inevitável

Redação Publicado em 09/03/2022, às 19h12

O político republicano Robert Regan, do estado de Michigan
O político republicano Robert Regan, do estado de Michigan - Divulgação / Redes Sociais (Facebook)

Em uma transmissão ao vivo no Facebook, no último domingo, 6, o candidato do Partido Americano à Câmara do estado de Michigan, Robert Regan, fez um comentário perturbador em relação a como suas três filhas deveriam reagir durante agressão sexual. A transmissão, organizada para questionar a eleição de 2020, foi finalizado logo após as falas.

A live, patrocinada pela organização Rescue Michigan Coalition, que defende a teoria da conspiração de que a eleição de Joe Biden contra Donald Trump foi manipulada, deveria tratar dessa suposta possibilidade. No entanto, a declaração de Regan causou grande polêmica com os norte-americanos.

Durante uma de suas falas, o político afirmou: "Tendo três filhas, digo a elas: 'Se o estupro é inevitável, você deve apenas deitar e se divertir'". Imediatamente, uma das outras convidadas da transmissão, Amber Harris, respondeu ao comentário e à ‘instrução vergonhosa’ de Robert Regan. As informações foram repercutidas pelo portal de notícias UOL.

"Tenho um conselho para dar às suas filhas: não façam isso. Elas devem lutar o tempo todo", Harris defendeu.

A opinião do candidato à Câmara de Michigan foi amplamente criticada, inclusive pelo co-presidente do partido de Regan, o Partido Republicano, Meshawn Maddock, que chamou os comentários de “ofensivos e decepcionantes”. 

Na internet, a reação foi igualmente contrária, com pessoas recordando outra postagem do político, na qual ele aponta que o feminismo é um "programa judaico para degradar e subjugar homens brancos", e um post de Stephanie Regan, filha de Robert, no qual ela implora para que não votem em seu pai.

“Se você está em Michigan e tem mais de 18 anos, pelo amor de Deus, não vote no meu pai para deputado estadual. Diga a todos", escreve a filha.