Notícias » Estados Unidos

Nos EUA, radialista conhecido como 'Mr. Antivacina' morre de Covid-19

Marc Bernier tinha 65 anos e apresentava o programa WNDB, em Daytona Beach, na Flórida

Giovanna Gomes, sob supervisão de Penélope Coelho Publicado em 31/08/2021, às 11h20

Marc Bernier não resistiu à doença
Marc Bernier não resistiu à doença - Divilgação/Twitter/@NewsDaytonaBch

Marc Bernier, um radialista que se autodenominava "Mr. Antivacina" morreu de Covid-19 no último sábado, 28, após três semanas internado com a doença. Ele vivia na Flórida e apresentava o programa WNDB, em Daytona Beach.

Segundo informações fornecidas pelo jornal New York Post e veiculadas pelo UOL, no dia 30 de julho, Bernier realizou uma publicação em seu perfil no Twitter na qual dizia que o "governo dos Estados Unidos" estaria "agindo como os nazistas" ao promover e incentivar a vacinação contra a Covid-19 por parte de todos os norte-americanos.

A fonte informa que Marc já é o terceiro locutor antivacina que perde a batalha contra o novo coronavírus no país. Uma semana antes dele, faleceu o locutor do Tennessee Phil Valentine, de 61 anos, que apresentava o SuperTalk 99.7 WTN, em Nashville. Ele chegou a realizar declarações sobre seu ceticismo quanto aos imunizantes.

No início de Agosto, no dia 4, morreu o âncora da Newsmax e radialista Dick Farrel. Após o diagnóstico da doença, o profissional de 65 anos mudou sua postura em relação às vacinas. No entanto, já era tarde demais.