Notícias » Personagem

"Nós libertaríamos Britney": Congresso americano pode aprovar lei inspirada no caso Spears

‘Ato de Liberdade e Direito de se Emancipar da Exploração’ busca revisar os atuais moldes de tutela e poderia mudar o caso da cantora americana controlada pelo pai há mais de uma década

Alana Sousa Publicado em 22/07/2021, às 12h30

Trecho do clipe de Toxic, da Britney Spears
Trecho do clipe de Toxic, da Britney Spears - Divulgação/ Youtube/Britney Spears

A luta incansável de Britney Spears para se libertar da tutela abusiva de seu pai chegou ao Congresso americano, isso porque o órgão legislativo dos EUA está debatendo uma lei inspirada na cantora que permite que uma pessoa sob o regime tutelar possa solicitar a mudança em seu tutor sem que algum tipo de abuso precise ser comprovado.

Segundo a Veja, a proposta foi apresentada por Nancy Mace e Charlie Crist sob o nome ‘Ato de Liberdade e Direito de se Emancipar da Exploração’. Se aceita, a medida permitirá que assistentes sociais analisem conservadorias vigentes, obrigando tutores a apresentar um relatório sobre finanças.

“Ver uma mulher como Britney Spears ter seus direitos humanos mais básicos permanentemente arrancados dela sob o pretexto de ‘proteção’ deveria ser ilegal”, afirmou Mace ao The Guardian.

Crist complementou afirmando que: “Sob o Ato Livre, nós libertaríamos Britney junto com o incontável número de idosos e pessoas com deficiência sendo abusados e explorados por um sistema falido. Tutelas abusivas podem ser um pesadelo”.

O caso de BritneySpears é diferente, atualmente a tutela conduzida por sei pai já dura mais de uma década e, mesmo com os relatos da estrela sobre os abusos sofridos, está sendo uma luta por liberdade.

Sobre o caso

Desde 2008, Spears não possui a capacidade legal de tomar decisões por conta própria, seu pai é o responsável pela tutela. Desde então, Britney tem que pedir autorização para o progenitor. No ano de 2007, a artista passou por uma crise e perdeu a gerência de quase todos os segmentos de sua vida artística e particular.

Britney iniciou uma batalha judicial contra o pai para que pudesse recuperar o controle de sua vida, tanto pessoal quanto de sua carreira. O caso continuará sendo julgado pelas autoridades norte-americanas, contando com inúmeras audiências para discutir a situação da cantora. 

O caso envolvendo Britney ganhou ainda mais espaço na mídia após a divulgação do documentário ‘Framing Britney Spears’, feito pelo jornal norte-americano The New York Times e disponível no Brasil pelo Globoplay.