Notícias » Antártida

Derretimento de geleira na Antártida revela ilha nunca antes vista

Anteriormente coberta por uma espessa camada de gelo, a ilha de Sif foi descoberta por cientistas que navegavam pela Baía de Pine Island

Pamela Malva Publicado em 27/02/2020, às 15h00

Foto da mais nova Ilha Sif, descoberta na Antártida
Foto da mais nova Ilha Sif, descoberta na Antártida - Divulgação

Isolada do resto do mundo, a Antártida é uma das regiões que mais sofre com as altas temperaturas globais. Foi exatamente esse problema de aquecimento que revelou uma ilha nunca antes vista na história.

Anteriormente coberta por uma espessa camada de gelo, a ilha tem o tamanho do Castelo de Windsor e pode ser vista do espaço. Sua costa rochosa foi descoberta pelos pesquisadores polares do projeto Thwaites Offshore Research (THOR), enquanto eles navegavam pela Baía de Pine Island. 

A estrutura composta por granito, então, recebeu o nome de Sif, em homenagem à deusa nórdica da fertilidade e da família, esposa de Thor. Segundo o cientista climático Peter Neff, ela provavelmente foi relevada através dos anos, desde 2010.

Cientistas analisando a composição da Ilha Sif / Crédito: Divulgação

 

Com a nova descoberta, os cientistas do THOR se tornaram o primeiro grupo da história a pisar na ilha, conforme conta Julia Smith Wellner, da equipe de expedição. Em seguida, graças a Sif, os estudisos poderão compreender melhor os espisódios de derretimentos nos polos do planeta.

Nesse sentido, para os pesquisadores, a nova ilha ajudará a determinar com precisão a rapidez das mudanças climáticas no planeta e quais riscos tais fenômenos raros apresentam para a Terra. "Você vê esses tipos de eventos no Alasca e na Groenlândia, mas não na Antártica", afirma Mauri Pelto, um glaciologista do Nichols College, em Massachusetts.